3.3) Indicadores Econômicos

Neste grupo de indicadores será exposto o histórico do Produto Interno Bruto (PIB), do PIB Per Capita e do PIB por setor, assim como, o Índice de Crescimento dos Setores, Índice do Custo de Vida, Custo da Construção e o Índice de Inadimplência.

3.3.1) Tabela Resumo

A seguir, a Tabela 3.3.1, apresenta a síntese dos PIBs que serão abordados.

Tabela 3.3.1 – Tabela resumo Produto Interno Bruto
PIB Santa Maria
Ano PIB em reais de 2011 (R$ mil) PIB per capita em reais de 2011 PIB do setor agropecuário em reais de 2011 (R$ mil) PIB do setor industrial em reais de 2011 (R$ mil) PIB total do setor de Serviços em reais de 2011 (R$ mil) PIB Impostos em reais de 2011 (R$ mil)
2011 R$ 4.424.627,00 R$ 16.864,00 R$ 99.204,00 R$ 594.929,00 R$ 3.314.676,00 R$ 415.817,00
2010 R$ 4.383.625,21 R$ 16.794,06 R$ 102.751,84 R$ 634.467,83 R$ 3.257.568,49 R$ 388.837,05
2009 R$ 3.457.584,68 R$ 12.854,96 R$ 104.004,63 R$ 494.982,70 R$ 2.551.324,78 R$ 307.272,57
2008 R$ 3.253.463,09 R$ 12.193,39 R$ 102.849,83 R$ 418.081,00 R$ 2.423.815,12 R$ 308.717,14
2007 R$ 3.309.542,53 R$ 12.564,56 R$ 94.167,73 R$ 425.460,57 R$ 2.489.889,66 R$ 300.024,57
2006 R$ 3.152.933,02 R$ 11.674,37 R$ 87.144,00 R$ 426.174,90 R$ 2.327.761,44 R$ 311.852,67
2005 R$ 2.841.439,34 R$ 10.680,42 R$ 53.573,89 R$ 374.936,07 R$ 2.108.329,21 R$ 304.600,16
2004 R$ 2.759.854,31 R$ 10.534,60 R$ 92.688,56 R$ 378.909,35 R$ 1.993.687,97 R$ 294.568,43
2003 R$ 2.699.419,87 R$ 10.465,38 R$ 97.445,60 R$ 330.928,17 R$ 1.973.289,79 R$ 297.756,31
2002 R$ 2.894.123,89 R$ 11.398,95 R$ 88.240,90 R$ 347.668,10 R$ 2.158.960,26 R$ 299.254,63
2001 R$ 2.744.031,36 R$ 10.981,00 R$ 83.854,26 R$ 339.156,89 R$ 2.020.854,40 R$ 300.165,81
2000 R$ 2.847.653,34 R$ 11.579,26 R$ 69.771,08 R$ 369.110,01 R$ 2.115.014,82 R$ 293.757,43
1999 R$ 3.036.374,53 R$ 12.521,18 R$ 85.741,97 R$ 351.402,29 R$ 2.312.878,78 R$ 286.351,48
1998 R$ 2.851.199,52 R$ 12.018,86 R$ 91.627,86 R$ 158.308,56 R$ 2.288.831,84 R$ 312.431,26
1997 R$ 2.832.758,69 R$ 12.116,90 R$ 87.781,05 R$ 176.011,57 R$ 2.273.096,86 R$ 295.869,21
1996 R$ 2.779.448,64 R$ 11.911,14 R$ 96.540,87 R$ 173.780,13 R$ 2.198.002,60 R$ 311.125,04
1990 R$ 1.976.108,07 R$ 9.198,74 R$ 190.158,37 R$ 287.156,87 R$ 1.416.152,07 R$ 82.640,75
1985 R$ 2.087.476,48 R$ 10.510,41 R$ 245.432,87 R$ 265.306,86 R$ 1.512.050,48 R$ 64.686,27
1980 R$ 2.591.465,85 R$ 14.263,51 R$ 288.655,91 R$ 212.605,63 R$ 2.090.204,30 -
1975 R$ 1.858.348,31 R$ 10.234,38 R$ 219.970,26 R$ 167.949,71 R$ 1.470.428,34 -
1970 R$ 950.837,71 R$ 6.071,39 R$ 91.473,62 R$ 87.435,28 R$ 771.928,81 -
1959 R$ 510.069,41 R$ 4.216,73 R$ 77.906,12 R$ 42.292,38 R$ 389.870,91 -
1949 R$ 319.925,41 R$ 3.851,90 R$ 69.657,59 R$ 33.004,53 R$ 217.262,34 -
1939 R$ 176.880,63 R$ 2.333,89 R$ 44.739,98 R$ 15.042,99 R$ 117.097,67 -

3.3.2) Produto Interno Bruto (PIB)

O Produto Interno Bruto representa a soma de todos os bens e serviços finais produzidos em determinada região, durante um determinado período. Os setores que compõe os cálculos são o setor de agropecuária, setor industrial, de serviços e impostos arrecadados.
Ressalta-se que os valores a serem analisados são referidos como “em reais de 2011”, pois estes foram deflacionados. Neste caso o deflator utilizado foi o Índice Geral de Preços (IGP-DI), usando-se 2011 como ano base. Desta forma os valores a serem analisados são reais, e não nominais; o processo de deflacionamento elimina os efeitos da inflação (desvalorização da moeda) que ocorreu no período sobre os valores do PIB. A seguir, o Gráfico 3.3.1 expõe o PIB do município de Santa Maria em reais de 2011.

Gráfico 3.3.1 – Histórico do PIB de Santa Maria em reais de 2011

Gráfico 3.3.1 – Histórico do PIB de Santa Maria em reais de 2011. Fonte: FEE

A Tabela 3.3.2, a seguir, refere-se à PIB histórico, taxa real do crescimento do PIB e participação do PIB total de Santa Maria em relação ao PIB estadual.

Tabela 3.3.2 – PIB histórico, taxa real do crescimento do PIB e participação do PIB total de Santa Maria em relação ao PIB estadual
PIB Histórico de Santa Maria
Ano PIB em valores nominais PIB em reais de 2011 (R$ mil) Taxa real do crescimento do PIB 2011 Taxa real de crescimento no período de 10 anos PIB Estadual em reais de 2011 (R$ mil) Participação do PIB total de Santa Maria no PIB total Estadual
2011 4424627,00 R$ 4.424.627,00 0,94% 43,33% R$ 263.633.397,84 1,68%
2010 4098051,00 R$ 4.383.625,21 8,30% 38,59% R$ 270.076.940,67 1,62%
2009 3457584,68 R$ 4.047.489,43 2,05% 28,59% R$ 249.906.474,16 1,62%
2008 3196207,09 R$ 3.966.190,98 0,94% 37,71% R$ 247.559.428,27 1,60%
2007 2922995,18 R$ 3.929.394,06 4,19% 36,86% R$ 237.424.360,81 1,66%
2006 2650011,63 R$ 3.771.484,81 6,34% 34,21% R$ 223.195.363,66 1,69%
2005 2347704,63 R$ 3.546.725,33 1,76% - R$ 217.873.342,46 1,63%
2004 2151923,23 R$ 3.485.332,68 3,53% - R$ 223.235.581,20 1,56%
2003 1923916,85 R$ 3.366.508,09 0,71% - R$ 217.942.275,64 1,54%
2002 1679746,42 R$ 3.342.712,93 8,28% - R$ 209.919.919,92 1,59%
2001 1403145,79 R$ 3.086.959,37 -2,41% - R$ 203.084.683,44 1,52%
2000 1319425,95 R$ 3.163.096,43 0,49% 47,89% R$ 196.136.675,26 1,61%
1999 1236570,18 R$ 3.147.587,84 9,28% - R$ 188.401.120,94 1,67%
1998 1043087,48 R$ 2.880.197,89 0,31% - R$ 186.860.636,60 1,54%
1997 997563,62 R$ 2.871.179,33 2,17% - R$ 187.057.446,21 1,53%
1996 907025,89 R$ 2.810.161,40 31,39% - R$ 182.197.902,73 1,54%
1990 30719807,00 R$ 2.138.839,07 6,51% -4,74% R$ 179.856.424,93 1,19%
1985 1303281818,00 R$ 2.008.089,55 -10,56% 27,63% R$ 157.503.573,55 1,27%
1980 14847767,22 R$ 2.245.250,07 42,71% 122,69% R$ 144.449.054,84 1,55%
1975 1236083,12 R$ 1.573.345,89 56,05% - R$ 99.128.127,23 1,59%
1970 236950,15 R$ 1.008.233,01 96,93% 96,93% R$ 58.855.750,57 1,71%
1959 2859569,00 R$ 511.985,79 73,80% 73,80% R$ 26.145.952,63 1,96%
1949 341362,00 R$ 294.588,19 43,86% 43,86% R$ 15.838.509,77 1,86%
1939 75030,00 R$ 204.775,41 - - R$ 11.570.845,00 1,77%
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE)

Ao analisar a Tabela 3.3.2, pode-se notar que o PIB de Santa Maria teve um grande crescimento nas primeiras décadas que os dados contemplam, sendo que o auge deste crescimento foi a década de 1970. Na década de 80, chamada nacionalmente de década perdida, o município registrou redução do PIB nesse período.
Do começo da década de 1990 em diante, nota-se que a município segue uma tendência de crescimento do PIB. Todavia, o crescimento nessas últimas duas décadas não se compara ao crescimento das décadas iniciais que os dados contemplam. Para uma melhor visualização: o crescimento do PIB santa-mariense na década de 2001 a 2011 foi de 43,33% e de 1990 a 2000 foi de 47,89%, taxas de crescimento claramente inferiores as das décadas de 40, 50, 60 e 70.

3.3.3) Produto Interno Bruto em municípios com mais de 100 mil habitantes

A Tabela 3.3.3 a seguir mostra o PIB dos municípios do Rio Grande do Sul que possuem mais de 100 mil habitantes.

Tabela 3.3.3 – PIB dos municípios com mais de 100 mil habitantes do RS
PIB 2011 dos municípios com mais de 100 mil habitantes e com maiores PIB do RS
Municípios População em 2011 (nº de habitantes) Participação no PIB Estadual (%) Ranking PIB em reais de 2011 (R$ mil)
Porto Alegre 1.414.104 17,26% 1 R$ 45.506.017,00
Caxias do Sul 439.902 6,31% 2 R$ 16.636.859,00
Pelotas 329.173 2,06% 8 R$ 5.422.372,00
Canoas 325.514 5,89% 3 R$ 15.515.129,00
Santa Maria 262.312 1,68% 11 R$ 4.424.627,00
Gravataí 257.398 2,77% 5 R$ 7.304.668,00
Viamão 240.567 0,84% 16 R$ 2.215.029,00
Novo Hamburgo 239.738 2,09% 7 R$ 5.502.785,00
São Leopoldo 215.606 1,59% 13 R$ 4.193.003,00
Rio Grande 198.051 3,11% 4 R$ 8.194.552,00
Alvorada 196.890 0,59% 18 R$ 1.543.762,00
Passo Fundo 186.051 1,89% 9 R$ 4.989.677,00
Sapucaia do Sul 131.728 0,82% 17 R$ 2.166.880,00
Uruguaiana 125.784 1,01% 15 R$ 2.673.844,00
Cachoeirinha 119.071 1,63% 12 R$ 4.309.481,00
Santa Cruz do Sul 119.057 1,88% 10 R$ 4.943.635,00
Bagé 117.074 0,56% 19 R$ 1.464.444,00
Bento Gonçalves 108.151 1,27% 14 R$ 3.349.603,00
Triunfo 25.996 2,25% 6 R$ 5.932.342,00
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE)

Ao analisar a Tabela 3.3.3, ressalta-se que Santa Maria ocupa a 11ª posição com relação ao PIB, com uma representatividade de 1,68% no PIB total do Rio Grande do Sul.

3.3.4) PIB per capita

O PIB per capita é obtido por meio da divisão do PIB de determinada região pelo número de habitantes da mesma.
Ressalta-se que os valores a serem analisados que são referidos como “em reais de 2011”, indicam que estes foram deflacionados. Neste caso o deflator utilizado foi o Índice Geral de Preços (IGP-DI) de 2011. Desta forma os valores passam de nominais para reais, onde é desconsiderada a inflação do período.
O Gráfico 3.3.2 a seguir demonstra os valores do PIB per capita de Santa Maria entre os anos de 2011 e 1939.

Gráfico 3.3.2 – Histórico do PIB per capita de Santa Maria em reais de 2009

Gráfico 3.3.2 – Histórico do PIB per capita de Santa Maria em reais de 2009. Fonte: FEE

A Tabela 3.3.4 a seguir apresenta os valores do PIB per capita de Santa Maria ao longo dos anos pesquisados e a taxa real de crescimento do mesmo.

Tabela 3.3.4 – PIB per capita do município entre os anos de 2011 a 1939
PIB per capita Histórico de Santa Maria
Ano PIB per capita em valores nominais PIB per capita em reais de 2011 Taxa real do crescimento do PIB per capita 2011 Taxa real de crescimento do PIB per capita no período de 10 anos
2011 16864,00 R$ 16.864,00 0,42% 36,52%
2010 15700,00 R$ 16.794,06 11,60% 30,57%
2009 12854,96 R$ 15.047,84 1,23% 15,94%
2008 11978,80 R$ 14.864,81 -0,35% 22,43%
2007 11097,05 R$ 14.917,74 6,83% 21,47%
2006 9812,20 R$ 13.964,39 4,74% 15,96%
2005 8824,56 R$ 13.332,11 0,21% -
2004 8214,07 R$ 13.303,69 1,93% -
2003 7458,83 R$ 13.051,91 -0,7% -
2002 6615,94 R$ 13.165,91 6,58% -
2001 5615,08 R$ 12.353,15 -3,95% -
2000 5365,11 R$ 12.861,66 -0,90% 29,18%
1999 5099,28 R$ 12.979,09 6,90% -
1998 4397,00 R$ 12.141,10 -1,14% -
1997 4267,00 R$ 12.281,24 1,98% -
1996 3887,00 R$ 12.042,76 20,96% -
1990 143000,00 R$ 9.956,25 -1,53% -19,43%
1985 6562000,00 R$ 10.110,69 -18,18% 16,69%
1980 81722,58 R$ 12.357,93 42,62% 91,96%
1975 6807,41 R$ 8.664,80 34,59% -
1970 1513,00 R$ 6.437,88 52,10% 52,10%
1959 23640,00 R$ 4.232,58 19,33% 19,33%
1949 4110,00 R$ 3.546,84 31,27% 31,27%
1939 990,00 R$ 2.701,95 - -
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE)

Analisando a tabela 3.3.4 pode-se observar que o PIB per capita de Santa Maria teve um forte crescimento a partir da década de 90.

3.3.5) PIB per capita comparativo com municípios do Rio Grande do Sul

A Tabela 3.3.5 demonstra o PIB per capita (em reais de 2011) dos municípios do Rio Grande do Sul com mais de 100 mil habitantes, assim como as três primeiras posições do Estado.

Tabela 3.3.5 – PIB per capita comparativo com os municípios selecionados
PIB per capita 2011 dos municípios com mais de 100 mil habitantes e com maiores PIB per capita do RS
Municípios População em 2011 (nº de habitantes) Ranking Valor
Porto Alegre 1.414.104 9 R$ 32.203,00
Caxias do Sul 439.902 7 R$ 37.697,00
Pelotas 329.173 17 R$ 16.448,00
Canoas 325.514 4 R$ 47.711,00
Santa Maria 262.312 16 R$ 16.864,00
Gravataí 257.398 11 R$ 28.376,00
Viamão 240.567 20 R$ 9.218,00
Novo Hamburgo 239.738 13 R$ 23.010,00
São Leopoldo 215.606 15 R$ 19.442,00
Rio Grande 198.051 6 R$ 41.376,00
Alvorada 196.890 21 R$ 7.853,00
Passo Fundo 186.051 12 R$ 26.814,00
Sapucaia do Sul 131.728 18 R$ 16.467,00
Uruguaiana 125.784 14 R$ 21.336,00
Cachoeirinha 119.071 8 R$ 36.183,00
Santa Cruz do Sul 119.057 5 R$ 41.474,00
Bagé 117.074 19 R$ 12.523,00
Bento Gonçalves 108.151 10 R$ 30.877,00
Triunfo 25.996 1 R$ 227.537,00
Muitos Capões 2.998 3 R$ 68.111,00
Pinhal da Serra 2.119 2 R$ 87.257,00
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE)

3.3.6) PIB por setor e Índice de Crescimento dos Setores

Neste item será apresentado o PIB por setor e o respectivo crescimento dos seguintes setores: agropecuário, industrial, serviços e impostos.

3.3.6.1) Setor Agropecuário
O Gráfico 3.3.3, a seguir, demonstra a evolução dos valores do PIB do Setor Agropecuário de Santa Maria.

Gráfico 3.3.3 – PIB do setor Agropecuário em reais 2009 (R$ mil)

Gráfico 3.3.3 – PIB do setor Agropecuário em reais 2009 (R$ mil)

Percebe-se que o valor mais atual do PIB do Setor Agropecuário não chega nem à metade do maior valor do gráfico (ano de 1980). Porém, o valor de 2008 encontra-se como o maior dentro dos anos 2000.
A Tabela 3.3.6 a seguir mostra também as taxas de crescimento do PIB do Setor Agropecuário na composição do PIB de Santa Maria ao longo dos anos.

Tabela 3.3.6 – Crescimento do PIB do setor agropecuário de Santa Maria
PIB do setor agropecuário de Santa Maria
Ano PIB do setor em valores nominais PIB do setor em reais de 2011 (R$ mil) Taxa real do crescimento do PIB – 2011 Taxa real de crescimento do PIB no período de 10 anos PIB total do município em reais de 2011 (R$ mil) Participação do setor no PIB total PIB Estadual do setor em reais de 2011 (R$ mil) Participação do PIB do setor agropecuário de Santa Maria no PIB Estadual do setor agropecuário
2011 99204,63 R$ 99.204,00 -3,45% 5,16% R$ 4.424.627,00 2,24% R$ 20.913.9523,50 0,47%
2010 96058,00 R$ 102.751,84 -14,65% 32,58% R$ 4.383.625,21 2,34% R$ 20.352.729,70 0,50%
2009 104004,63 R$ 120.389,64 -3,98% 35,45% R$ 4.047.489,43 2,97% R$ 21.559.183,47 0,56%
2008 101039,83 R$ 125.381,10 12,14% 35,46% R$ 3.966.190,98 3,16% R$ 22.487.437,05 0,56%
2007 83169,15 R$ 111.804,42 7,26% 25,66% R$ 3.929.394,06 2,85% R$ 20.323.458,12 0,55%
2006 73243,75 R$ 104.240,52 55,88% 6,80% R$ 3.771.474,81 2,76% R$ 17.890.967,46 0,58%
2005 44264,77 R$ 66.872,03 -42,87% - R$ 3.546.725,33 1,89% R$ 13.240.718,11 0,51%
2004 72271,45 R$ 117.052,74 -3,68% - R$ 3.485.332,68 3,36% R$ 20.527.977,54 0,57%
2003 69450,93 R$ 121.526,74 19,24% - R$ 3.366.508,09 3,61% R$ 24.384.823,19 0,50%
2002 51214,93 R$ 101.918,41 8,04% - R$ 3.342.712,93 3,05% R$ 18.391.432,33 0,55%
2001 42878,43 R$ 94.332,77 21,72% - R$ 3.086.959,37 3,06% R$ 28.026.456,23 0,34%
2000 32327,59 R$ 77.500,81 -12,81% -62,34% R$ 3.163.096,43 2,45% R$ 22.850.340,20 0,34%
1999 34918,61 R$ 88.883,46 -3,97% - R$ 3.147.587,84 2,82% R$ 24.122.662,47 0,37%
1998 33521,29 R$ 92.559,77 4,03% - R$ 2.8880.197,89 3,21% R$ 24.946.349,75 0,37%
1997 30912,34 R$ 88.971,63 -8,85% - R$ 2.871.179,33 3,10% R$ 23.130.967,88 0,38%
1996 31504,48 R$ 97.607,64 -52,58% - R$ 2.810.161,40 3,47% R$ 25.472.230,27 0,38%
1990 2956128,00 R$ 205.817,77 -12,83% -17,70% R$ 2.138.839,07 9,62% R$ 20.810.787,44 0,99%
1985 153232000,00 R$ 236.099,03 -5,60% 26,77% R$ 2.008.089,55 11,76% R$ 25.807.301,67 0,91%
1980 1653849,98 R$ 250.091,93 34,29% 157,84% R$ 2.245.250,07 11,14% R$ 23.405.223,84 1,07%
1975 146313,54 R$ 186.234,89 92,00% - R$ 1.573.345,89 11,84% R$ 19.482.211,06 0,96%
1970 22795,36 R$ 96.995,23 24,04% 24,04% R$ 1.008.223,01 9,62% R$ 13.662.942,10 0,71%
1959 436760,00 R$ 78.198,82 21,92% 21,92% R$ 511.985,79 15,27% R$ 9.468.867,72 0,83%
1949 74325,00 R$ 64.140,90 23,83% 23,83% R$ 294.588,19 21,77% R$ 6.012.373,66 1,07%
1939 18978,00 R$ 51.795,65 - - R$ 204.775,41 25,29% R$ 4.338.078,35 1,19%

Pode-se notar que as atividades agropecuárias, nos últimos anos, têm uma tendência baixa de crescimento. Percebe-se que em alguns anos, o crescimento deste setor foi superior ao crescimento do PIB total do município, porém, esses anos são precedidos por anos de grande queda (possivelmente, anos em que efeitos naturais prejudicaram as atividades). Apresenta-se como uma possível causa da baixa taxa de crescimento do PIB Agropecuário, nos últimos anos, a emancipação de vários municípios que antes eram distritos de Santa Maria (como por exemplo, Itaara, Dilermando de Aguiar, entre outros), municípios estes que, na sua maioria, têm como principal atividade econômica a agropecuária.

3.3.6.2) Setor industrial

O Gráfico 3.3.4 mostra a evolução dos valores do PIB de Santa Maria com relação ao Setor Industrial.

Gráfico 3.3.4 – PIB do setor industrial em reais de 2009 (R$ mil)

Gráfico 3.3.4 – PIB do setor industrial em reais de 2009 (R$ mil)

Mesmo com o fato de 2009 ter sido o ano no qual o PIB Industrial do município apresentou o valor mais alto em comparação com os anos anteriores, ressalta-se que, mesmo assim, a participação desse setor ainda é pequena na composição total do PIB.
A Tabela 3.3.7 a seguir mostra o PIB do Setor Industrial de Santa Maria ao longo dos anos, bem como suas taxas de crescimento.

Tabela 3.3.7 – Crescimento do PIB do setor industrial de Santa Maria
PIB do setor industrial de Santa Maria
Ano PIB do setor em valores nominais PIB do setor em reais de 2011 (R$ mil) Taxa real do crescimento do PIB – 2011 Taxa real de crescimento do PIB no período de 10 anos PIB total do município em reais de 2011 (R$ mil) Participação do setor industrial no PIB total do município PIB Estadual do setor industrial em reais de 2011 (R$ mil) Participação do PIB do setor industrial de Santa Maria no PIB Estadual do setor industrial
2011 594929,00 R$ 594.929,00 -6,23% 55,93% R$ 4.424.627,00 13,45% R$ 61.158.494,69 0,97%
2010 593135,00 R$ 634.467,83 11,01% 87,50% R$ 4.383.625,41 14,47% R$ 68.448.406,42 0,90%
2009 494982,70 R$ 571.530,67 12,14% 102,36% R$ 4.047.489,43 14,12% R$ 63.875.054,07 0,89%
2008 410723,41 R$ 509.668,45 0,90% 218,70% R$ 3.966.190,98 12,85% R$ 56.719.498,26 0,90%
2007 375767,70 R$ 505.146,45 -0,91% 183,16% R$ 3.929.394,06 12,86% R$ 55.013.958,48 0,92%
2006 358196,14 R$ 509.782,89 8,93% 190,14% R$ 3.771.484,81 13,52% R$ 54.299.777,50 0,94%
2005 309786,36 R$ 467.999,96 -2,20% - R$ 3.546.725,33 13,20% R$ 56.605.811,50 0,83%
2004 295444,52 R$ 478.513,46 15,95% - R$ 3.485.332,68 13,73% R$ 61.012.495,47 0,78%
2003 235857,45 R$ 412.707,25 2,78% - R$ 3.366.508,09 12,26% R$ 53.542.700,27 0,77%
2002 201786,19 R$ 401.556,35 5,25% - R$ 3.342.712,93 12,01% R$ 51.232.722,31 0,78%
2001 173426,07 R$ 381.541,92 12,75% - R$ 3.086.959,37 12,36% R$ 77.442.712,25 0,49%
2000 171022,69 R$ 338.387,59 19,81% 8,87% R$ 3.163.096,43 10,70% R$ 78.353.062,29 0,43%
1999 143109,35 R$ 282.429,43 76,61% - R$ 3.147.587,84 8,97% R$ 68.092.984,97 0,41%
1998 57915,86 R$ 159.918,65 -10,36% - R$ 2.880.197,89 5,55% R$ 67.952.978,17 0,24%
1997 61982,95 R$ 178.398,81 1,54% - R$ 2.871.179,33 6,21% R$ 74.406.451,76 0,24%
1996 56710,20 R$ 175.700,39 -43,47% - R$ 2.810.161,40 6,25% R$ 67.795.420,25 0,26%
1990 4464029,00 R$ 310.804,02 21,78% 68,73% R$ 2.138.839,07 14,53% R$ 75.843.078,42 0,41%
1985 165640000,00 R$ 255.217,21 38,55% 79,49% R$ 2.008.089,55 12,71% R$ 62.603.657,69 0,41%
1980 1218121,00 R$ 184.201,85 29,54% 98,68% R$ 2.245.250,07 8,20% R$ 55.195.638,53 0,33%
1975 111712,00 R$ 142.192,39 53,37% - R$ 1.573.345,89 9,04% R$ 30.777.463,97 0,46%
1970 21789,00 R$ 92.713,13 118,40% 118,40% R$ 1.008.233,01 9,20% R$ 13.186.377,31 0,70%
1959 237101,00 R$ 42.451,27 36,69% 39,69% R$ 511.985,79 8,29% R$ 4.320.235,80 0,98%
1949 35216,00 R$ 30.390,66 74,51% 74,51% R$ 294.588,19 10,32% R$ 2.646.324,65 1,15%
1939 6381,00 R$ 17.415,33 - - R$ 204.775,41 8,50% R$ 1.827.621,39 0,95%
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE)

A atividade industrial, embora mais representativa que a agropecuária, também não é de grande participação na composição do PIB de Santa Maria. Observando a Tabela 28, nota-se uma taxa de crescimento na última década maior que a do PIB da Agropecuária. Para uma melhor visualização, as taxas de crescimento de 1999 a 2000 do PIB da Agropecuária e da Indústria, em Santa Maria, foram, respectivamente, de 21,30% e 40,86%.

3.3.6.3) Setor de serviços

O PIB de Serviços é constituído por: comércio e serviços de manutenção e reparação; serviços de alojamento e alimentação; transportes, armazenagem e correio; serviços de informação; intermediação financeira, seguros e previdência complementar e serviços relacionados; atividades imobiliárias e aluguéis; serviços prestados às empresas; administração, saúde e educação públicas e seguridade social; educação e saúde mercantis; e serviços prestados às famílias e associativos e serviços domésticos.

O Gráfico 3.3.5 a seguir mostra os valores do Produto Interno Bruto de Santa Maria referentes ao Setor de Serviços, entre 1939 e 2009.

Gráfico 3.3.5 – PIB do setor de serviços em reais de 2009 (R$ mil)

Gráfico 3.3.5 – PIB do setor de serviços em reais de 2009 (R$ mil)

Ao analisar o Gráfico 3.3.5, ressalta-se as oscilações ocorridas em meados dos anos 2000 nos valores do PIB de Serviços de Santa Maria. Porém, em 2009 esses valores voltaram a crescer, alcançando um valor semelhante aos do início da década.

A Tabela 3.3.8 a seguir mostra as taxas de crescimento do PIB do Setor de Serviços de Santa Maria.

Tabela 3.3.8 – Crescimento do PIB do setor de serviços de Santa Maria
PIB do setor de Serviços de Santa Maria
Ano PIB total do setor de serviços em valores nominais PIB total do setor de serviços em reais de 2011 (R$ mil) Taxa real do crescimento do PIB do setor – 2011 Taxa real de crescimento do PIB do setor no período de 10 anos PIB total do município em reais de 2011 (R$ mil) Participação do setor de Serviços no PIB total do município PIB Estadual do setor de Serviços em reais de 2011 (R$ mil) Participação do PIB do setor de Serviços de Santa Maria no PIB Estadual do setor de Serviços
2011 3314676,00 R$ 3.314.676,00 1,75% 45,80% R$ 4.424.627,00 74,91% R$ 145.644.653,08 2,28%
2010 3045352,00 R$ 3.257.568,49 8,87% 38,66% R$ 4.383.625,21 74,31% R$ 145.511.342,80 2,24%
2009 2551324,78 R$ 2.992.036,18 1,26% 24,79% R$ 4.047.489,43 73,92% R$ 133.258.946,64 2,25%
2008 2381159,66 R$ 2.954.794,64 -0,05% 27,80% R$ 3.966.190,98 74,50% R$ 134.547.767,55 2,20%
2007 2199075,98 R$ 2.956.226,81 6,17% 28,31% R$ 3.929.394,06 75,23% R$ 131.326.206,33 2,25%
2006 1956462,40 R$ 2.784.427,66 5,81% 25,30% R$ 3.771.484,81 73,83% R$ 120.812.268,21 2,30%
2005 1741981,32 R$ 2.631.645,85 4,52% - R$ 3.546.725,33 74,20% R$ 117.093.718,20 2,25%
2004 1554525,34 R$ 2.517.765,17 2,31% - R$ 3.485.332,68 72,24% R$ 112.334.713,34 2,24%
2003 1406393,10 R$ 2.460.934,34 -1,31% - R$ 3.366.508,09 73,10% R$ 112.346.818,60 2,19%
2002 1253058,23 R$ 2.493.599,14 9,69% - R$ 3.342.712,93 74,60% R$ 133.477.861,38 2,20%
2001 1033353,11 R$ 2.273.404,71 -3,23% - R$ 3.086.959,37 73,65% R$ 88.187.638,77 2,58%
2000 979966,70 R$ 2.349.301,99 -2,01% 53,27% R$ 3.163.096,43 74,27% R$ 90.024.460,00 2,61%
1999 941924,96 R$ 2.397.593,08 3,70% - R$ 3.147.587,84 76,17% R$ 89.365.182,37 2,68%
1998 837349,97 R$ 2.312.110,60 0,36%   R$ 2.880.197,89 80,28% R$ 92.469.331,85 2,50%
1997 800477,19 R$ 2.303.926,82 3,67% - R$ 2.871.179,33 80,24% R$ 90.474.826,97 2,55%
1996 717280,84 R$ 2.222.290,41 44,99% - R$ 2.810.161,40 79,08% R$ 91.961.339,80 2,42%
1990 22014949,00 R$ 1.532.771,12 5,38% -15,36% R$ 2.138.839,07 71,66% R$ 75.680.969,90 2,03%
1985 944024000,00 R$ 1.454.547,05 -19,68% 16,84% R$ 2.008.089,55 72,43% R$ 64.212.047,97 2,27%
1980 11975796,23 R$ 1.810.956,28 45,47% 121,25% R$ 2.245.250,07 80,66% R$ 65.848.192,47 2,75%
1975 978057,58 R$ 1.244.918,61 52,09% - R$ 1.573.345,89 79,13% R$ 48.868.452,20 2,55%
1970 192365,79 R$ 818.524,65 109,16% 109,16% R$ 1.008.233,01 81,18% R$ 32.006.431,16 2,56%
1959 2185708,00 R$ 391.335,70 95,61% 95,61% R$ 511.985,79 76,43% R$ 12.356.849,10 3,17%
1949 231820,00 R$ 200.055,76 47,57% 47,57% R$ 294.588,19 67,91% R$ 7.179.811,46 2,79%
1939 49671,00 R$ 135.564,43 - - R$ 204.775,41 66,20% R$ 5.405.145,27 2,51%
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE)

Os serviços representam a maior parte da composição do PIB do município; é interessante notar que compõem o PIB de Serviços toda a prestação de serviço público, além dos serviços privados e do comércio. Sendo assim, a grande participação dos serviços no PIB do município pode ser atribuída ao grande contingente militar presente no município (2ª maior do Brasil) e aos servidores da Universidade Federal de Santa Maria.

3.3.6.4) Impostos

Quando se fala em Produto Interno Bruto (PIB), normalmente, refere-se ao Produto Interno Bruto a preços de mercados (PIBpm), porém, na análise econômica também se utiliza o Produto Interno Bruto a custos de fatores (PIBcf). A diferença desses dois PIBs é que o PIBpm inclui os Impostos Indiretos (II) cobrados na economia e o PIBcf exclui esses impostos indiretos.
O PIBpm e a sua taxa de crescimento são utilizados para mensurar o desempenho da economia. Já o PIBcf é utilizado para mensurar a participação dos setores na economia, por exemplo, a razão do PIB da agropecuária pelo PIBcf nos dá a participação desse setor na economia. Já a razão dos Impostos Indiretos Líquidos pelo PIBpm nos da o peso dos Impostos Indiretos na economia.
Ressalta-se que os Impostos Indiretos incluem todos os impostos indiretos cobrados sob produtos e todos os subsídios dados a produtos. Sendo assim, caso se incluísse os Impostos Indiretos no PIB dos setores, alguns setores teriam sua seu PIB diminuído, devido a influência subsídios, ou aumentado, devido a influência impostos.
Em outras palavras, o PIB Impostos inclui todos os Impostos Indiretos gerados no município de Santa Maria, sejam eles destinados ao governo do Estado, à União ou a Prefeitura Municipal, não representando, assim, os gastos da Prefeitura de Santa Maria ou a arrecadação de impostos somente da Prefeitura de Santa Maria. Estão incluídos impostos municipais, estaduais e federais que são gerados por atividades econômicas ocorridas em Santa Maria, mas que não necessariamente será destinada a Santa Maria. Também estão incluídos no PIB Impostos todos os subsídios destinados a produtos produzidos em Santa Maria, sejam estes subsídios provenientes do Governo Federal, Estadual ou Municipal.

O Gráfico 3.3.6 mostra o valor do PIB de Santa Maria em relação aos impostos arrecadados. Os dados referentes aos impostos estão disponíveis a partir do ano de 1999, pois antes deste ano a FEE utilizava outra metodologia para mensuração dos PIBs municipais que não fazia a separação dos demais setores.

Gráfico 3.3.6 – PIB da arrecadação de impostos em reais de 2009 (R$ mil)

Gráfico 3.3.6 – PIB da arrecadação de impostos em reais de 2009 (R$ mil)

Ao analisar o Gráfico 3.3.6, percebe-se que os valores dos impostos arrecadados em Santa Maria permaneceram na casa dos R$ 300 milhões a partir do ano de 2005, com um pico no ano de 2006 e somaram mais de 307 milhões de reais no último ano analisado.

A Tabela 3.3.9 a seguir demonstra as taxas de crescimento do PIB referente a impostos do município de Santa Maria.

Tabela 3.3.9 – Crescimento do PIB referente a impostos do município
PIB Impostos de Santa Maria
Ano PIB Impostos em valores nominais PIB Impostos em reais de 2011 (R$ mil) Taxa de crescimento do PIB Impostos Taxa real de crescimento do PIB Impostos no período de 10 anos PIB total do município em reais de 2011 (R$ mil) Participação do PIB Impostos no PIB total do município PIB Estadual de Impostos em reais de 2011 (R$ mil) Participação do PIB do setor de Serviços de Santa Maria no PIB Estadual do setor de Serviços
2011 415817,00 R$ 415.817,00 6,94% 23,14% R$ 4.424.627,00 9,40% R$ 35.916.297,58 1,16%
2010 363506,00 R$ 388.837,05 6,96% 19,17% R$ 4.383.625,21 8,87% R$ 35.764.461,75 1,09%
2009 314011,00 R$ 363.531,79 -3,41% 22,47% R$ 4.047.489,43 8,98% R$ 31.213.289,98 1,16%
2008 303284,19 R$ 376.346,80 5,65% 19,24% R$ 3.966.190,98 9,49% R$ 33.804.725,42 1,11%
2007 264982,36 R$ 356.216,38 -4,51% 18,79% R$ 3.929.394,06 9,07% R$ 30.760.737,87 1,16%
2006 262109,35 R$ 373.033,74 -1,89% 18,59% R$ 3.771.484,81 9,89% R$ 30.192.350,49 1,24%
2005 251672,17 R$ 380.207,48 2,21% - R$ 3.546.725,33 10,72% R$ 30.933.094,66 1,23%
2004 229681,92 R$ 372.001,31 0,18% - R$ 3.485.332,68 10,67% R$ 29.360.394,84 1,27%
2003 212215,37 R$ 371.339,76 7,44% - R$ 3.366.508,09 11,03% R$ 27.667.933,58 1,34%
2002 173687,07 R$ 345.639,03 2,36% - R$ 3.342.712,93 10,34% R$ 26.817.903,89 1,29%
2001 153488,19 R$ 337.667,78 3,49% - R$ 3.086.959,37 10,94% R$ 9.427.876,19 3,58%
2000 136108,98 R$ 326.297,87 9,92% 264,80% R$ 3.163.096,43 10,32% R$ 4.908.812,76 6,65%
1999 116617,27 R$ 296.839,04 -5,95% - R$ 3.147.587,84 9,43% R$ 6.809.291,13 4,36%
1998 114300,36 R$ 315.608,76 5,24% - R$ 2.880.197,89 10,96% R$ 1.491.986,84 21,15%
1997 104191,14 R$ 299.882,08 -4,67% - R$ 2.871.179,33 10,44% R$ -954.800,39 -31,41%
1996 101530,38 R$ 314.562,96 251,68% - R$ 2.810.161,40 11,19% R$ -3.031.087,59 -10,38%
1990 1284701,00 R$ 89.446,16 43,75% - R$ 2.138.839,07 4,18% R$ 7.521.589,18 1,19%
1985 40385818,00 R$ 62.224,71 - - R$ 2.008.089,55 3,10% R$ 4.880.566,22 1,27%
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE)

Percebem-se baixas taxas de oscilação deste setor do PIB, se comparados aos outros três setores analisados, uma vez que a variação maior ocorreu com um pico de 3,41% no ano de 2005.
O Gráfico 3.3.7 a seguir demonstra a participação de cada setor no PIB de Santa Maria, referentes ao ano de 2009.

Gráfico 3.3.7 – Divisão do PIB por setores em 2009

Gráfico 3.3.7 – Divisão do PIB por setores em 2009

Como já visto anteriormente, nota-se um grande predomínio do setor de serviços no PIB de Santa Maria, correspondente a 73,79% das riquezas produzidas pelo município no ano de 2009.
Ressalta-se que o PIB total de Santa Maria corresponde a 1,6% do PIB do Rio Grande do Sul, que em 2009 foi de quase R$ 216 bilhões.

3.3.7) Índice de Custo de Vida (ICVSM)

O Índice do Custo de Vida de Santa Maria (ICVSM) é calculado pelo Centro Universitário Franciscano (Unifra), calculando os preços de vários produtos, agrupados nos seguintes segmentos: alimentação, habitação, artigos de residência, vestuário, transporte, saúde e cuidados pessoais, despesas pessoais, educação e comunicação. Cada segmento tem um peso determinado no cálculo final do índice. As medições ocorrem mensalmente desde janeiro de 2006. A data base para os cálculos é o mês de dezembro de 2005.

3.3.7.1) Resumo

A Tabela 3.3.10 apresenta a síntese das informações abordadas na seção referente ao índice de custo de vida de Santa Maria.

Tabela 3.3.10 – Tabela resumo do ICVSM geral e de cada um dos grupos
ICVSM – Geral
Ano 2006 2007 2008 2009 2010 2011
Índice anual 101,28 106,36 113,33 121,26 128,14 138,54
Inflação no ano – ICVSM 2,11% 5,75% 6,94% 6,59% 6,48% 7,60%
Inflação no ano – IGP-DI 3,79% 7,89% 9,10% -1,43% 11,30% 5,00%
ICVSM – Alimentação
Índice anual 100,49 113,50 128,35 142,67 152,08 163,92
Inflação no ano 3,21% 13,04% 13,92% 8,64% 6,63% 7,18%
ICVSM – Artigos de residência
Índice anual 97,13 95,39 94,23 93,72 95,06 100,52
Inflação no ano -2,08% 2,54% -2,10% 0,83% 2,77% 7,35%
ICVSM – Comunicação
Índice anual 95,78 93,42 95,50 98,48 102,07 112,01
Inflação no ano -3,02% -0,95% 2,83% 3,30% 5,66% 9,37%
ICVSM – Despesas pessoais
Índice anual 102,82 111,55 119,33 134,74 143,49 156,36
Inflação no ano 4,58% 7,25% 8,74% 14,05% 8,35% 5,73%
ICVSM – Educação
Índice anual 105,27 104,94 111,58 120,65 129,81 141,66
Inflação no ano -2,80% 4,90% 7,47% 8,65% 6,40% 7,47%
ICVSM – Habitação
Índice anual 103,46 105,34 110,43 117,01 124,20 134,45
Inflação no ano 3,04% 2,31% 5,64% 6,23% 6,93% 8,56%
ICVSM – Saúde e Cuidados pessoais
Índice anual 103,11 109,45 112,81 117,32 122,85 130,08
Inflação no ano 4,98% 7,31% 4,37% 0,99% 3,24% 10,54%
ICVSM – Transporte
Índice anual 100,65 101,47 104,59 109,37 113,99 120,41
Inflação no ano 2,55% -0,11% 2,36% 6,56% 5,13% 3,23%
ICVSM – Vestuário
Índice anual 100,66 109,50 117,24 119,80 126,84 147,20
Inflação no ano -6,79% 15,30% 5,11% 2,12% 12,16% 13,60%

3.3.7.2) Custo de vida do município de Santa Maria

Na Tabela 3.3.11, estão expostos os valores referentes à variação do custo de vida em Santa Maria entre janeiro e dezembro de 2006 a 2013.

Tabela 3.3.11 – Variações do Custo de Vida entre janeiro a dezembro, índice anual e inflação dos índices do custo de vida
ICVSM – Geral
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 100,86 103,55 109,42 117,06 124,71 133,2 143,03 151,08
Fevereiro 100,31 103,87 110,1 117,29 125,31 133,89 143,43 151,95
Março 100,43 104,62 110,69 118,45 125,74 135,68 143,79 152,64
Abril 100,74 105,09 112,02 119,56 126,21 137,08 144,53 153,44
Maio 100,39 105,82 112,71 121,19 127,33 138,37 145,04 154,07
Junho 100,58 106,03 113,96 121,73 128,12 138,89 145,35 154,51
Julho 101,53 107,02 114,19 122,2 128,87 139,41 145,55 154,85
Agosto 101,95 107,3 114,48 122,66 128,73 139,76 146,42 155,31
Setembro 101,43 107,63 114,77 123,03 129,23 140,59 147,18 155,91
Outubro 101,75 107,78 115,22 123,65 130,12 141,67 148,06 156,24
Novembro 102,42 108,65 115,88 124,2 131,07 141,67 149,21 156,94
Dezembro 102,99 108,91 116,47 124,14 132,19 142,23 150,29 158,02
Índice anual 101,28 106,36 113,33 121,26 128,14 138,54 145,99 154,58
Inflação no ano – ICVSM 2,99% 5,75% 6,94% 6,59% 6,48% 5,46% 5,38% 5,88%
Inflação no ano – IGP-DI 3,79% 7,89% 9,10% -1,43% 11,30% 5,00% 8,10% 5,52%
Fonte: Unifra

No primeiro ano dessa análise, percebe-se que o custo de vida em Santa Maria teve uma variação moderada, obtendo um aumento de 2,99%. Nota-se que em 2007, o custo de vida em Santa Maria teve um aumento de 5,75%. Pode-se notar que entre janeiro e dezembro de 2008, o custo de vida em Santa Maria, segundo os produtos analisados, aumentou 6,94%. Também, percebe-se que os valores referentes ao custo de vida em Santa Maria aumentaram 6,59% entre janeiro e dezembro de 2009. Ainda nota-se que o custo de vida em dezembro de 2010 em Santa Maria aumentou 6,48% em relação aos dados referentes a janeiro daquele ano. No período de 2011 notou-se uma variação positiva de 7,60% nos valores relacionados ao cálculo do custo de vida em Santa Maria no ano de 2011. Em 2012, notou-se uma variação positiva do custo de vida em Santa Maria de 2,33 % entre janeiro e junho. O último mês analisado é o de junho, no qual se percebe que o custo de vida aumentou 45,55% em Santa Maria, se comparado ao mês de dezembro de 2005.

O Gráfico 3.3.8 a seguir mostra a média dos Índices de Custo de Vida de cada ano de 2006 a 2012.

Gráfico 3.3.8 – ICVSM média anual

Gráfico 3.3.8 – ICVSM média anual

Analisando o Gráfico 3.3.8, nota-se que a média mais alta foi a dos meses de 2012, com um valor de 144,39. Percebe-se um aumento gradativo do ICVSM ano após ano. A maior parte desse aumento pode ser atribuída à inflação ocorrida no período em questão. Ressalta-se que de 2006 a 2011 a média foi feita levando em conta os 12 meses de cada ano, já em 2012 os meses de janeiro a julho foram utilizados no cálculo, por serem os meses que possuíam dados disponíveis.
A seguir, o Gráfico 3.3.9 exibe o Índice de Custo de Vida do município de Santa Maria referentes aos meses de julho dos anos analisados.

Gráfico 3.3.9 – ICVSM nos meses de julho

Gráfico 3.3.9 – ICVSM nos meses de julho

A partir do Gráfico 3.3.9 percebe-se a variação do ICVSM no mês de julho de cada ano pesquisado. Esse mês foi o escolhido uma vez que julho de 2012 é o último período analisado. Nesta análise, percebe-se também um aumento gradativo nos índices, chegando a um índice atual de 145,55, o que significa que o custo de vida em Santa Maria aumentou 45,55% em relação à data base do estudo (dezembro de 2005).

3.3.7.3) Custo de vida por grupo

Os resultados sobre o custo de vida em Santa Maria apresentados a seguir estão divididos por grupo de produtos, sendo que para cada um há um peso determinado no cálculo do índice geral conforme a Tabela 3.3.12.

Tabela 3.3.12 – Percentual de participação dos grupos no cálculo do ICVSM
Grupos de ICVSM Participação do grupo no cálculo do índice geral
Alimentação 25,12%
Habitação 26,07%
Artigos de residência 3,07%
Vestuário 5,26%
Transporte 16,21%
Saúde e Cuidados pessoais 7,32%
Despesas pessoais 5,75%
Educação 2,90%
Comunicação 8,34%
Fonte: Unifra

A Tabela 3.3.13 apresenta a evolução, de 2006 a 2013, do índice do grupo alimentação. O peso deste grupo no cálculo do ICVSM é de 25,12%.

Tabela 3.3.13 – ICVSM do grupo alimentação
ICVSM – Alimentação
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 101,91 106,81 119,22 136,55 148,23 158,86 168,21 185,81
Fevereiro 99,22 107,32 120,42 137,04 149,95 159,87 169,26 188,51
Março 99,09 109,59 122,26 138,13 151,11 160,96 168,77 190,25
Abril 98,91 109,23 125,47 139,16 151,94 162,01 170,17 191,38
Maio 97,39 111,06 126,68 141,16 152,31 163,44 171,83 191,63
Junho 97,53 113,3 129,6 143,35 153,19 163,75 173,2 192,92
Julho 101,03 116,67 130,89 144,5 153,01 164,05 174,1 193,08
Agosto 101,51 116,57 131,65 145,53 150,97 164,97 175,38 194,06
Setembro 100,43 117,38 131,5 146,16 150,8 166,24 176,98 195,01
Outubro 100,33 116,53 132,81 146,34 151,19 167,05 179,19 195,01
Novembro 103,3 118,58 134,19 146,99 155,35 167,67 181,05 195,87
Dezembro 105,18 118,9 135,45 147,15 156,91 168,17 182,10 197,76
Índice anual 100,49 113,50 128,35 142,67 152,08 163,92 174,19 192,60
Inflação no ano 5,18% 13,04% 13,92% 8,64% 6,63% 7,18% 6,26% 10,57%
Fonte: Unifra

Percebe-se por meio da tabela, que atualmente os preços dos produtos relacionados com a alimentação aumentaram 84,67% em relação ao mês base do estudo, dezembro de 2005.
A tabela a seguir evidencia o progresso do índice referentes aos produtos do grupo habitação, o qual corresponde a 26,07% no cálculo geral do Índice do Custo de Vida de Santa Maria.

Tabela 3.3.14 – ICVSM do grupo de habitação
ICVSM – Habitação
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 101,11 104,31 107,95 113,45 120,07 128,42 140 139,26
Fevereiro 101,4 104,59 108,31 113,18 120,18 129 140,65 135,83
Março 102,6 104,61 108,59 113,73 120,32 130,47 141,23 136,32
Abril 102,84 104,65 109,58 113,89 121,45 131,54 141,54 137,57
Maio 103,55 105,12 110,13 117,23 122,52 134,43 140,46 137,98
Junho 103,87 105,21 111,49 117,58 123,6 134,94 140,41 139,19
Julho 104,59 105,66 111,02 118,3 125,51 136,72 140,33 140,63
Agosto 104,66 105,69 111,21 118,48 126,48 136,81 140,53 141,16
Setembro 104,5 105,52 111,31 119,33 127,12 136,98 141,28 141,65
Outubro 103,86 105,68 111,26 119,5 127,76 137,11 141,02 141,34
Novembro 104,38 106,4 111,66 119,86 127,52 138,07 141,25 141,56
Dezembro 104,18 106,59 112,6 119,61 127,9 138,85 142,79 141,63
Índice anual 103,46 105,34 110,43 117,01 124,20 134,45 140,96 139,51
Inflação no ano 4,18% 2,31% 5,64% 6,23% 6,93% 8,56% 1,07% -1,03%
Fonte: Unifra

O grupo de produtos e serviços referentes à habitação no município de Santa Maria obteve um aumento de 39,30% em seus preços, se comparados à data base do estudo.
A Tabela 3.3.15 mostra a variação do ICVSM referente ao grupo artigos de residência, que tem um peso de 3,07% no cálculo final do Índice do Custo de Vida de Santa Maria.

Tabela 3.3.15 – ICVSM do grupo artigos de residência
ICVSM – Artigos de residência
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 95,04 92,86 95,82 95,13 93,62 96,21 105,49 106,32
Fevereiro 96,48 93,61 94,81 93,46 94,57 95,45 104,05 108,38
Março 98,71 94,85 94,08 93,66 95,59 96,81 101,91 109,12
Abril 103,62 96,96 94,06 94,08 95,32 98,41 103,27 108,04
Maio 100,03 96,86 92,65 94,26 94,13 99,78 102,53 107,06
Junho 102,02 96,2 92,9 93,39 94,53 100,02 104,19 105,97
Julho 96,59 96,31 93,01 93 94,3 101,38 104,92 106,70
Agosto 96,06 94,52 94,75 92,99 94,68 101,73 103,79 106,98
Setembro 92,14 95,26 94,84 93,15 94,53 103,78 104,35 108,27
Outubro 96,07 95,27 95,15 93,34 95,2 104,7 105,16 108,85
Novembro 95,7 96,53 95,22 94,03 97,45 104,04 103,82 109,61
Dezembro 93,06 95,42 93,42 94,2 96,81 103,93 105,69 110,25
Índice anual 97,13 95,39 94,23 93,72 95,06 100,52 104,10 107,96
Inflação no ano -6,94% 2,54% -2,10% 0,83% 2,77% 7,35% 3,56% 3,71%
Fonte: Unifra

Percebe-se que o grupo artigos de residência teve um crescimento moderado, com uma variação positiva de 8,63% se comparado à data base do estudo. Ressalta-se que na maioria dos meses pesquisados o índice ficou abaixo do referente a dezembro de 2005, retomando um crescimento e mantendo-se acima da data base citada somente a partir de junho de 2011.
Na Tabela 3.3.16 pode-se visualizar a variação do ICVSM referente ao grupo artigos de vestuário, o qual possui um peso de 5,26% no cálculo final do Índice do Custo de Vida de Santa Maria.

Tabela 3.3.16 – ICVSM do grupo vestuário
ICVSM – Vestuário
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 104,87 98,46 113,17 117,93 120,24 137,07 156,65 173,25
Fevereiro 103,57 100,45 113,2 115,96 120,01 136,3 157,62 173,90
Março 102,64 105,98 114,02 117,04 120,27 138,95 161,46 174,49
Abril 99,85 111,42 116,39 118,27 120,3 144,35 161,78 175,98
Maio 103,77 112,25 117,66 119,62 123,87 148,2 161,63 178,36
Junho 101,45 109,52 118 120,75 125,84 150,75 163,05 180,16
Julho 99,1 110,01 118,23 119,7 127,45 150,03 165,72 180,93
Agosto 100,24 111,39 117,88 120,94 129,19 150,33 165,56 178,15
Setembro 99,11 113,67 119,55 120,79 132,04 151,31 167,58 179,76
Outubro 99,3 114,26 120,56 122,33 133,53 152,3 167,76 182,45
Novembro 96,26 113,93 119,73 123,28 133,69 152,71 171,03 184,17
Dezembro 97,75 112,71 118,47 120,98 135,69 154,15 173,65 187,15
Índice anual 100,66 109,50 117,24 119,80 126,84 147,20 164,46 179,06
Inflação no ano -2,25% 15,30% 5,11% 2,12% 12,16% 13,60% 7,51% 7,51%
Fonte: Unifra

Pode-se notar que o grupo de produtos relacionados ao vestuário teve um crescimento de 78,81% comparando os resultados de 2013 em relação ao índice base, no caso dezembro de 2005.

A Tabela 3.3.17, a seguir, demonstra a variação do Índice do Custo de Vida de Santa Maria com relação ao segmento de transporte, que possui o peso de 16,21% no cálculo final do ICVSM.

Tabela 3.3.17 – ICVSM do grupo transporte
ICVSM – Transporte
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 100,13 102,26 103,57 105,41 111,95 117,9 122,72 125,13
Fevereiro 99,73 101,55 104,01 105,57 112,32 117,57 122,63 127,87
Março 101,47 100,2 104,08 109,1 112,34 120,97 124,23 127,81
Abril 100,56 101,84 104,25 109,28 111,71 122,36 124,33 128,22
Maio 98,59 101,61 104,44 109,52 112,34 119,68 125,58 129,87
Junho 99,4 100,56 104,73 109,67 112,33 120,5 123,86 129,41
Julho 99,27 99,3 104,88 109,4 113,84 120,63 122,9 129,01
Agosto 100,64 101,44 104,91 109,6 114,03 120,26 - 130,08
Setembro 100,09 101,61 105 109,47 114,26 120,71 124,47 129,02
Outubro 102,81 102,11 105,13 111,59 117,44 121,47 124,74 131,54
Novembro 102,46 102,57 105,12 111,9 117,75 121,43 125,06 132,26
Dezembro 102,68 102,57 104,99 111,88 117,62 121,42 125,12 134,06
Índice anual 100,65 101,47 104,59 109,37 113,99 120,41 124,15 129,52
Inflação no ano 2,68% -0,11% 2,36% 6,56% 5,13% 3,23% 3,11% 4,33%
Fonte: Unifra

Percebe-se que o grupo de transporte variou 27,42% no último mês do estudo, se comparado com a data base dessa pesquisa.
Na Tabela 3.3.18 estão expostos os valores referentes ao Índice de Custo de Vida com relação ao segmento de saúde e cuidados pessoais, o qual possui um peso de 7,32% no cálculo que define o Índice de Custo de Vida de Santa Maria.

Tabela 3.3.18 – ICVSM do grupo saúde e cuidados pessoais
ICVSM – Saúde e Cuidados pessoais
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 99,88 105,03 112,23 115,74 119,22 123,97 136,52 144,45
Fevereiro 100,56 105,7 111,93 115,77 119,32 125,34 136,99 144,58
Março 99,01 106,76 111,45 117,05 119,34 127,73 138,79 144,15
Abril 102,62 107,42 111,59 117,65 119,98 127,55 139,21 145,25
Maio 103,63 109,64 112,18 118,09 124,41 131,78 140,57 146,74
Junho 103,35 109,55 112,77 116,84 126,86 129,59 139,31 145,76
Julho 104,08 110,22 111,88 116,8 126,06 128,76 136,99 146,31
Agosto 104,01 110,87 112 117,2 125,39 129,66 138,54 147,47
Setembro 104,8 111,36 112,23 117,5 124,87 132,3 138,89 149,31
Outubro 105,04 111,7 112,74 117,9 124,55 134,14 138,97 149,44
Novembro 105,52 112,66 115,33 118,7 121,79 134,79 142,80 150,04
Dezembro 104,85 112,51 117,43 118,59 122,43 135,34 142,06 149,00
Índice anual 103,11 109,45 112,81 117,32 122,85 130,08 139,14 146,88
Inflação no ano 4,85% 7,31% 4,37% 0,99% 3,24% 10,54% 6,96% 5,56%
Fonte: Unifra

A partir da análise da Tabela 3.3.18, nota-se que a variação dos preços do grupo de produtos associados à saúde e cuidados pessoais foi de 48,29% em relação a dezembro de 2005 (data base do estudo).
Na tabela a seguir é demonstrada a evolução do custo de vida em Santa Maria correspondente ao segmento de despesas pessoais, o qual possui 5,75% de representatividade no cálculo total do ICVSM.

Tabela 3.3.19 – ICVSM do grupo despesas pessoais
ICVSM – Despesas pessoais
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 100,01 108,63 112,23 122,07 140,86 152,05 159,4 191,37
Fevereiro 103,62 112,05 116,09 126,55 140,57 155,46 160,01 198,39
Março 97,64 110,38 117,28 126,75 141,13 156,18 159,81 199,81
Abril 101,74 110,91 119,23 137,16 142,25 156,8 162,75 199,78
Maio 101,62 112,08 119,77 137,89 143,95 156,36 165,98 199,78
Junho 102,54 112,28 120,5 137,18 143,43 156,91 169,73 200,08
Julho 103,55 112,19 120,73 138 143,51 156,38 172,28 201,33
Agosto 104,2 112,16 120,61 137,84 143,55 156,51 173,18 200,93
Setembro 106,18 111,9 121,03 137,19 143,66 156,7 172,99 200,85
Outubro 103,94 111,91 120,81 137,98 143,87 156,63 175,53 200,32
Novembro 104,25 111,96 121,73 139,1 144,34 156,99 181,18 200,71
Dezembro 104,59 112,17 121,97 139,11 150,73 159,36 183,65 202,46
Índice anual 102,82 111,55 119,33 134,74 143,49 156,36 172,28 199,65
Inflação no ano 4,59% 7,25% 8,74% 14,05% 8,35% 3,75% 10,18% 15,89%
Fonte: Unifra

Pode-se perceber, por meio da Tabela 3.3.19, que os valores referentes ao grupo de produtos de despesas pessoais aumentou 90,24% em relação à data base do estudo.

Na Tabela 3.3.20 estão os valores referentes aos índices do custo de vida em Santa Maria, com relação a gastos na área da educação, que tem 2,90% de participação no calculo final do Índice de Custo de Vida de Santa Maria.

Tabela 3.3.20 – ICVSM do grupo educação
ICVSM – Educação
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 105,05 102,9 107,95 117,61 127,5 136,46 142,95 147,71
Fevereiro 105,38 105,26 108,38 119,3 128,46 140,27 142,5 148,83
Março 105,12 106,06 108,47 118,84 128,73 141,95 142,74 148,77
Abril 105,09 104,21 108,68 119,38 128,28 141,32 142,26 148,83
Maio 104,93 104,23 111,12 119,72 128,83 142,05 142,22 151,12
Junho 105,39 104,09 111,24 120,23 129,02 141,51 141,74 150,66
Julho 106,13 104,63 112,42 120,2 129,15 141,75 142,3 150,83
Agosto h106,18 105 112,44 120,63 131,02 143,00 142,65 151,00
Setembro 106,05 105,16 113,96 121,57 130,81 142,52 143,06 152,56
Outubro 106,04 105,25 114,51 122,66 130,98 143,05 143,77 152,53
Novembro 105,78 105,41 114,62 122,6 131,82 143,07 144,05 151,53
Dezembro 102,11 107,11 115,11 125,07 133,08 143,02 143,78 156,03
Índice anual 105,27 104,94 111,58 120,65 129,81 141,66 142,84 150,87
Inflação no ano 2,11% 4,90% 7,47% 8,65% 6,40% 7,47% -0,50% -0,50%
Fonte: Unifra

Em se tratando deste grupo, nota-se que os preços levados em conta no cálculo do Índice do Custo de Vida da educação em Santa Maria aumentaram 49,25%, se comparados aos praticados em dezembro de 2005.
Na Tabela 3.3.21 estão expostos os índices referentes ao grupo de comunicação, o qual possui 8,34% de peso no cálculo do ICVSM.

Tabela 3.3.21 – ICVSM do grupo comunicação
ICVSM – Comunicação
  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Janeiro 97,87 94,04 94,52 97,15 99,98 105,56 115,66 115,28
Fevereiro 96,38 95,08 94,84 97,19 100,46 105,52 114,58 116,41
Março 96,38 94,21 94,7 97,34 100,66 107,04 112,27 116,85
Abril 95,75 93,49 94,63 97,82 100,4 110,6 112,89 116,84
Maio 95,75 92,51 95,06 98,54 101,07 111,39 111,9 115,87
Junho 95,22 91,91 95,07 98,1 101,26 113,59 112,23 114,49
Julho 95,92 93,69 95,19 98,8 101,59 114,06 112,09 112,22
Agosto 95,79 92,17 95,27 99,11 101,31 114,31 113,38 111,85
Setembro 95,96 91,89 96,54 99,13 104,11 115,34 113,60 113,15
Outubro 94,87 94,04 96,7 99,04 104,31 115,69 115,3 111,79
Novembro 94,57 93,97 96,79 99,66 104,15 115,58 113,15 113,64
Dezembro 94,91 94,01 96,67 99,86 105,51 115,4 114,76 113,01
Índice anual 95,78 93,42 95,50 98,48 102,07 112,01 113,48 114,28
Inflação no ano -5,09% -0,95% 2,83% 3,30% 5,66% 9,37% -2,87% -2,87%
Fonte: Unifra

O que se pode notar na análise da Tabela 3.3.21, é uma variação moderada dos preços de produtos e serviços referentes à comunicação em Santa Maria, perfazendo um valor de 17,08% em 2013, se comparado a dezembro de 2005. Cabe ressaltar que somente em fevereiro de 2010 é que os preços levados em conta nesse cálculo começaram a superar os praticados no período base do estudo (dezembro de 2005).
O Gráfico 3.3.10 a seguir mostra o índice de cada segmento analisado, na última avaliação feita, no caso julho de 2012.

Gráfico 3.3.10 – ICVSM por grupo

Gráfico 3.3.10 – ICVSM por grupo

Assim, percebe-se que os grupos que mais tiveram aumento foram o de alimentação, despesas pessoais e vestuário. Cabe destacar o grupo alimentação, que além de ser o índice mais alto, é o segundo maior peso na contagem geral do ICVSM.

3.3.8) Custo da Construção (CUB ou CUB/m)

O Custo da Construção reflete a variação mensal dos custos de insumos de produção deste segmento por meio de uma metodologia própria estabelecida em norma brasileira editada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. Esse índice contribui para aferir a variação inflacionária do setor da Construção. O objetivo básico do CUB/m_ é disciplinar o mercado de incorporação imobiliária.
O CUB serve como parâmetro na determinação dos custos dos imóveis. Representa o custo parcial da obra e não leva em consideração os demais custos adicionais de uma obra, como elevadores, fundações especiais, ligações de água, luz e esgoto, telefonia, entre outros. O cálculo inclui a avaliação de materiais (25 itens); mão-de-obra (servente e pedreiro); despesas administrativas (representadas pelo custo da contratação ou salário mais encargos sociais pagos ao engenheiro) e equipamentos (betoneira).
Os quadros, a seguir, referentes ao Custo da Construção em Santa Maria. Ressalta-se que a agência municipal do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS) afirmou que não há um cálculo somente do município, sendo assim, em Santa Maria são usados os valores do CUB do Rio Grande do Sul. Os quadros serão apresentados de forma contínua, do ano de 2007 ao ano de 2012, e suas análises se encontram após o Quadro 3.3.6.

Padrão de projetos 2007
Valores em R$
  Acabamento Código Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
RESIDENCIAIS                            
R – 1 (Res. Unifamiliar) Baixo R 1-B   866,38 870,75 876,07 876,73 894,02 894,86 886,98 880,01 878,11 872,51 863,36
Normal R 1-N   1086,55 1090,44 1097,13 1097,08 1118,45 1117,09 1104,55 1094,38 1089,87 1081,42 1066,83
Alto R 1-A   1415,76 1418,80 1426,52 1424,01 1448,96 1446,52 1428,33 1414,17 1409,46 1399,56 1379,31
PP (Prédio Popular) Baixo PP 4-B   828,15 826,87 832,79 835,95 850,48 851,92 842,77 838,25 838,14 832,48 823,36
Normal PP 4-N   1050,58 1054,94 1063,10 1063,94 1082,52 1080,60 1068,50 1058,90 1055,54 1046,36 1031,98
R – 8 (Res. Multifamiliar) Baixo R 8-B   787,78 786,82 792,23 794,92 808,50 809,48 800,65 796,06 795,98 790,82 782,27
Normal R 8-N   922,61 923,22 929,55 930,11 946,82 945,37 933,17 924,85 922,11 914,65 902,09
Alto R 8-A   1170,26 1171,20 1179,04 1178,35 1196,35 1194,01 1178,22 1167,39 1164,12 1154,75 1138,55
R – 16 (Res. Multifamiliar) Normal R 16-N   898,61 898,96 905,23 905,91 921,63 920,11 908,06 900,01 897,70 890,12 877,61
Alto R 16-A   1179,46 1179,40 1186,80 1186,77 1205,92 1202,45 1185,44 1174,09 1170,59 1162,97 1147,44
PIS (Projeto Inter. Social)   PIS   626,99 624,70 629,69 631,87 642,99 642,57 636,07 631,18 629,94 626,38 618,78
RPQ1 (Residência Popular)   RP1Q   870,34 868,23 871,76 872,51 893,51 893,19 882,96 875,37 872,62 866,70 855,23
COMERCIAIS                            
CAL- 8 (Com. Andar Livres) Normal CAL 8-N   1102,6 1103,4 1111,0 1109,0 1126,8 1121,9 1104,8 1092,4 1088,4 1078,1 1061,4
Alto CAL 8-A   1228,62 1229,69 1238,02 1235,39 1252,57 1245,81 1225,74 1211,53 1206,42 1194,42 1175,21
CSL- 8 (Com.Salas e Lojas) Normal CSL 8-N   911,04 911,89 917,04 916,48 933,53 931,46 918,48 909,74 907,16 899,55 887,60
Alto CSL 8-A   1052,13 1053,15 1058,94 1057,74 1074,87 1071,76 1056,44 1046,84 1044,02 1035,51 1021,98
CSL- 16 (Com. Salas e Lojas) Normal CSL 16-N   1226,21 1225,85 1234,04 1234,40 1256,89 1254,30 1236,31 1224,90 1221,27 1210,52 1193,92
Alto CSL 16-A   1412,46 1412,29 1421,33 1420,73 1443,11 1438,91 1417,80 1405,09 1401,12 1389,12 1370,32
GI (Galpão Industrial)   GI   486,46 485,02 487,41 487,28 497,88 497,44 490,86 486,25 484,89 483,04 477,22
Fonte: Sinduscon-RS
Quadro 3.3.1 – CUB em 2007
Padrão de projetos 2008
Valores em R$
  Acabamento Código Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
RESIDENCIAIS                            
R – 1 (Res. Unifamiliar) Baixo R 1-B 855,96 858,11 857,29 850,54 846,36 863,84 863,44 883,04 886,76 880,03 884,07 891,25
Normal R 1-N 1057,78 1058,00 1056,94 1046,52 1040,07 1066,53 1063,91 1081,92 1084,14 1074,85 1078,71 1086,02
Alto R 1-A 1366,72 1364,37 1364,11 1350,80 1340,01 1366,03 1362,10 1381,71 1384,88 1372,51 1376,43 1386,19
PP (Prédio Popular) Baixo PP 4-B 816,41 817,59 815,99 811,53 808,78 824,30 827,75 847,20 849,89 843,47 848,03 856,53
Normal PP 4-N 1022,53 1025,07 1023,99 1014,76 1009,33 1033,53 1034,38 1057,14 1057,61 1047,75 1049,34 1057,48
R – 8 (Res. Multifamiliar) Baixo R 8-B 775,52 778,27 776,02 771,83 769,79 786,00 789,72 811,77 814,32 807,85 812,17 819,81
Normal R 8-N 894,18 896,32 894,41 886,81 882,81 905,66 907,08 927,16 928,22 919,44 922,02 928,52
Alto R 8-A 1128,20 1129,47 1128,11 1119,02 1112,32 1134,89 1135,24 1157,60 1158,57 1146,94 1149,12 1156,94
R – 16 (Res. Multifamiliar) Normal R 16-N 869,58 871,52 869,72 862,41 858,32 880,28 881,14 901,10 902,06 893,25 895,67 901,66
Alto R 16-A 1137,11 1144,30 1141,33 1132,47 1130,40 1162,14 1165,90 1194,37 1195,76 1183,90 1186,54 1195,02
PIS (Projeto Inter. Social)   PIS 615,27 615,31 614,14 610,89 606,27 617,00 616,16 625,75 626,36 621,09 624,02 630,30
RPQ1 (Residência Popular)   RP1Q 848,58 849,49 847,09 839,07 833,98 861,35 857,95 869,85 871,99 864,80 873,84 882,10
COMERCIAIS                            
CAL- 8 (Com. Andar Livres) Normal CAL 8-N 1050,58 1055,33 1052,67 1043,71 1038,67 1064,92 1066,71 1093,27 1092,50 1079,96 1082,21 1090,27
Alto CAL 8-A 1163,06 1167,28 1164,86 1155,77 1149,44 1175,77 1176,65 1203,93 1202,34 1188,14 1190,35 1199,78
CSL- 8 (Com.Salas e Lojas) Normal CSL 8-N 879,61 884,95 882,47 875,33 872,91 897,21 901,26 925,27 926,18 916,68 918,17 924,76
Alto CSL 8-A 1013,21 1018,86 1016,85 1010,07 1006,31 1030,45 1034,04 1059,65 1061,02 1050,36 1052,11 1060,49
CSL- 16 (Com. Salas e Lojas) Normal CSL 16-N 1183,02 1189,22 1185,92 1176,84 1173,71 1206,29 1212,13 1243,44 1244,92 1231,97 1234,24 1243,14
Alto CSL 16-A 1358,32 1364,87 1362,10 1353,18 1348,27 1380,71 1385,74 1419,15 1421,04 1406,52 1409,29 1420,42
GI (Galpão Industrial)   GI 473,95 477,32 474,72 470,85 469,57 485,40 486,16 499,36 501,16 496,18 498,90 502,79
Fonte: Sinduscon-RS
Quadro 3.3.2 – CUB em 2008
Padrão de projetos 2009
Valores em R$
  Acabamento Código Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
RESIDENCIAIS                            
R – 1 (Res. Unifamiliar) Baixo R 1-B 892,56 896,58 902,91 897,80 892,26 913,57 921,86 917,36 919,62 919,88 919,21 919,03
Normal R 1-N 1084,83 1088,52 1095,60 1089,09 1083,25 1113,50 1122,57 1116,41 1117,78 1117,08 1117,04 1116,44
Alto R 1-A 1388,27 1393,30 1403,73 1394,96 1388,33 1420,01 1430,84 1423,18 1425,40 1424,50 1424,17 1423,20
PP (Prédio Popular) Baixo PP 4-B 859,72 859,52 863,20 859,15 854,04 869,74 876,13 870,54 871,63 871,04 870,82 869,10
Normal PP 4-N 1022,53 1025,07 1023,99 1014,76 1009,33 1033,53 1034,38 1057,14 1057,61 1047,75 1049,34 1057,48
R – 8 (Res. Multifamiliar) Baixo R 8-B 775,52 778,27 776,02 771,83 769,79 786,00 789,72 811,77 814,32 807,85 812,17 819,81
Normal R 8-N 894,18 896,32 894,41 886,81 882,81 905,66 907,08 927,16 928,22 919,44 922,02 928,52
Alto R 8-A 1128,20 1129,47 1128,11 1119,02 1112,32 1134,89 1135,24 1157,60 1158,57 1146,94 1149,12 1156,94
R – 16 (Res. Multifamiliar) Normal R 16-N 869,58 871,52 869,72 862,41 858,32 880,28 881,14 901,10 902,06 893,25 895,67 901,66
Alto R 16-A 1137,11 1144,30 1141,33 1132,47 1130,40 1162,14 1165,90 1194,37 1195,76 1183,90 1186,54 1195,02
PIS (Projeto Inter. Social)   PIS 615,27 615,31 614,14 610,89 606,27 617,00 616,16 625,75 626,36 621,09 624,02 630,30
RPQ1 (Residência Popular)   RP1Q 848,58 849,49 847,09 839,07 833,98 861,35 857,95 869,85 871,99 864,80 873,84 882,10
COMERCIAIS                            
CAL- 8 (Com. Andar Livres) Normal CAL 8-N 1050,58 1055,33 1052,67 1043,71 1038,67 1064,92 1066,71 1093,27 1092,50 1079,96 1082,21 1090,27
Alto CAL 8-A 1163,06 1167,28 1164,86 1155,77 1149,44 1175,77 1176,65 1203,93 1202,34 1188,14 1190,35 1199,78
CSL- 8 (Com.Salas e Lojas) Normal CSL 8-N 879,61 884,95 882,47 875,33 872,91 897,21 901,26 925,27 926,18 916,68 918,17 924,76
Alto CSL 8-A 1013,21 1018,86 1016,85 1010,07 1006,31 1030,45 1034,04 1059,65 1061,02 1050,36 1052,11 1060,49
CSL- 16 (Com. Salas e Lojas) Normal CSL 16-N 1183,02 1189,22 1185,92 1176,84 1173,71 1206,29 1212,13 1243,44 1244,92 1231,97 1234,24 1243,14
Alto CSL 16-A 1358,32 1364,87 1362,10 1353,18 1348,27 1380,71 1385,74 1419,15 1421,04 1406,52 1409,29 1420,42
GI (Galpão Industrial)   GI 473,95 477,32 474,72 470,85 469,57 485,40 486,16 499,36 501,16 496,18 498,90 502,79
Fonte: Sinduscon-RS
Quadro 3.3.3 – CUB em 2009
Padrão de projetos 2010
Valores em R$
  Acabamento Código Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
RESIDENCIAIS                            
R – 1 (Res. Unifamiliar) Baixo R 1-B 911,47 917,75 922,95 920,09 909,17 926,62 930,61 923,50 915,10 909,33 894,64 890,93
Normal R 1-N 1105,77 1118,78 1123,86 1120,91 1110,20 1132,23 1136,42 1128,16 1119,13 1111,07 1093,95 1089,65
Alto R 1-A 1407,19 1422,40 1429,46 1429,53 1416,53 1442,77 1447,70 1439,99 1431,21 1419,79 1397,66 1392,83
PP (Prédio Popular) Baixo PP 4-B 857,78 863,34 866,68 863,70 853,63 869,85 873,94 867,58 858,88 848,44 835,53 832,25
Normal PP 4-N 1070,25 1080,78 1086,51 1082,83 1070,39 1092,34 1095,19 1086,93 1075,27 1067,00 1050,28 1045,00
R – 8 (Res. Multifamiliar) Baixo R 8-B 820,98 825,78 828,23 824,73 814,85 830,86 834,83 828,32 818,34 807,81 794,85 790,87
Normal R 8-N 936,48 945,99 949,17 945,76 935,39 954,96 957,65 950,54 940,27 930,32 915,71 911,00
Alto R 8-A 1164,70 1175,90 1181,12 1179,33 1167,20 1189,57 1192,79 1184,86 1173,32 1161,63 1143,10 1137,97
R – 16 (Res. Multifamiliar) Normal R 16-N 909,24 918,47 921,37 918,33 908,61 927,79 929,92 923,19 913,26 903,54 889,31 884,89
Alto R 16-A 1201,41 1212,20 1215,01 1210,43 1196,61 1222,67 1224,75 1215,97 1201,84 1189,46 1170,67 1164,02
PIS (Projeto Inter. Social)   PIS 639,81 644,39 647,63 644,94 636,10 646,48 649,43 644,55 639,76 633,93 626,03 624,90
RPQ1 (Residência Popular)   RP1Q 907,84 917,33 916,39 910,77 902,60 918,56 923,99 915,03 908,58 901,12 887,34 884,45
COMERCIAIS                            
CAL- 8 (Com. Andar Livres) Normal CAL 8-N 1107,73 1118,97 1121,96 1117,803 1103,93 1127,3 1126,85 1119,34 1105,403 1095,698 1078,052 1072,03
Alto CAL 8-A 1217,25 1230,55 1233,48 1229,632 1215,01 1239,26 1237,6 1230,29 1215,404 1205,446 1186,282 1180,9
CSL- 8 (Com.Salas e Lojas) Normal CSL 8-N 936,656 944,914 947,027 942,5739 930,97 951,876 953,826 946,102 933,8587 923,3523 908,3034 901,874
Alto CSL 8-A 1074,53 1083,13 1084,99 1079,82 1066,43 1088,26 1090,01 1081,67 1068,304 1056,578 1039,878 1033,66
CSL- 16 (Com. Salas e Lojas) Normal CSL 16-N 1252,76 1264,22 1267,43 1261,722 1245,92 1273,8 1276,05 1265,96 1249,551 1234,898 1215,076 1207
Alto CSL 16-A 1433,03 1445,09 1448,1 1441,592 1423,58 1452,7 1454,74 1443,86 1425,952 1409,781 1387,839 1379,89
GI (Galpão Industrial)   GI 507,959 512,158 511,907 509,1241 503,516 513,568 515,871 510,891 504,0235 497,7127 489,517 486,242
Fonte: Sinduscon-RS
Quadro 3.3.4 – CUB em 2010
Padrão de projetos 2011
Valores em R$
  Acabamento Código Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
RESIDENCIAIS                            
R – 1 (Res. Unifamiliar) Baixo R 1-B 887,35 895,36 889,59 891,59 913,20 932,81 952,13 947,04 932,99 929,13 923,54 924,65
Normal R 1-N 1084,19 1096,12 1090,25 1090,79 1123,19 1150,68 1184,81 1177,88 1153,25 1146,74 1138,76 1138,34
Alto R 1-A 1385,05 1396,83 1390,90 1389,78 1427,03 1456,93 1493,94 1484,22 1453,41 1445,46 1433,45 1431,63
PP (Prédio Popular) Baixo PP 4-B 829,04 836,00 830,91 831,18 850,35 867,57 882,98 876,62 862,07 858,00 852,73 853,46
Normal PP 4-N 1040,20 1051,13 1044,52 1046,86 1077,27 1102,41 1133,10 1125,31 1103,96 1098,75 1091,02 1091,57
R – 8 (Res. Multifamiliar) Baixo R 8-B 787,10 794,02 789,08 789,65 807,53 823,67 838,09 831,52 818,01 814,01 809,25 810,10
Normal R 8-N 906,25 916,37 910,93 911,58 938,52 960,65 987,53 980,04 959,41 953,85 946,87 946,61
Alto R 8-A 1131,81 1142,36 1137,32 1137,27 1166,01 1190,14 1218,30 1209,21 1185,75 1178,33 1169,84 1169,31
R – 16 (Res. Multifamiliar) Normal R 16-N 880,12 889,74 884,71 885,56 912,43 933,49 959,39 951,76 931,21 925,73 919,20 919,29
Alto R 16-A 1159,17 1172,50 1165,64 1167,57 1199,89 1225,63 1256,87 1245,57 1220,91 1213,76 1205,16 1205,22
PIS (Projeto Inter. Social)   PIS 623,32 629,34 625,12 624,13 638,41 653,45 664,41 659,73 649,11 647,55 643,79 644,07
RPQ1 (Residência Popular)   RP1Q 879,30 890,80 884,25 881,17 913,02 939,72 973,48 966,39 939,23 934,17 928,43 927,22
COMERCIAIS                            
CAL- 8 (Com. Andar Livres) Normal CAL 8-N 1066,45 1078,01 1071,04 1073,59 1107,41 1131,26 1162,61 1152,59 1128,89 1123,10 1114,17 1114,20
Alto CAL 8-A 1174,20 1185,45 1179,20 1181,82 1216,69 1240,80 1272,45 1261,80 1237,32 1231,09 1221,19 1221,26
CSL- 8 (Com.Salas e Lojas) Normal CSL 8-N 896,35 906,97 900,53 902,47 930,18 952,08 979,23 971,01 950,53 945,12 938,10 938,01
Alto CSL 8-A 1026,90 1037,39 1031,31 1032,90 1061,61 1084,31 1111,77 1102,64 1080,90 1075,60 1067,22 1067,36
CSL- 16 (Com. Salas e Lojas) Normal CSL 16-N 1200,74 1215,10 1206,63 1208,55 1245,21 1274,43 1309,93 1298,82 1271,61 1264,32 1254,80 1254,61
Alto CSL 16-A 1372,08 1386,35 1378,38 1379,88 1417,89 1448,28 1484,18 1471,80 1442,95 1435,63 1424,46 1424,57
GI (Galpão Industrial)   GI 483,14 488,85 485,39 483,96 497,72 509,78 524,77 519,89 507,08 505,11 502,04 501,36
Fonte: Sinduscon-RS
Quadro 3.3.5 – CUB em 2011
Padrão de projetos 2012
Valores em R$
  Acabamento Código Jan Fev Mar
RESIDENCIAIS          
R – 1 (Res. Unifamiliar) Baixo R 1-B 925,35 945,89 938,77
Normal R 1-N 1137,18 1160,20 1149,59
Alto R 1-A 1428,83 1454,40 1440,70
PP (Prédio Popular) Baixo PP 4-B 853,08 868,40 862,37
Normal PP 4-N 1091,04 1114,15 1104,42
R – 8 (Res. Multifamiliar) Baixo R 8-B 809,96 825,01 819,41
Normal R 8-N 945,63 964,15 955,87
Alto R 8-A 1167,55 1188,66 1177,98
R – 16 (Res. Multifamiliar) Normal R 16-N 918,06 935,78 927,68
Alto R 16-A 1203,48 1225,63 1216,15
PIS (Projeto Inter. Social)   PIS 644,15 656,42 653,00
RPQ1 (Residência Popular)   RP1Q 924,79 941,21 935,73
COMERCIAIS          
CAL- 8 (Com. Andar Livres) Normal CAL 8-N 1113,13 1135,02 1126,30
Alto CAL 8-A 1219,68 1241,92 1232,25
CSL- 8 (Com.Salas e Lojas) Normal CSL 8-N 937,59 957,42 949,83
Alto CSL 8-A 1067,04 1088,01 1079,53
CSL- 16 (Com. Salas e Lojas) Normal CSL 16-N 1253,89 1279,53 1269,35
Alto CSL 16-A 1423,99 1451,13 1439,86
GI (Galpão Industrial)   GI 500,77 510,49 507,02
Fonte: Sinduscon-RS
Quadro 3.3.6 – CUB em 2012

Os Quadros 3.3.1, 3.3.2, 3.3.3, 3.3.4, 3.3.5, e 3.3.6 apresentam os valores do CUB do Rio Grande do Sul nos anos de 2007, 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012, respectivamente. Como se pode notar, os valores nos quadros se dividem em Residenciais e Comerciais, sendo que dentro de cada grupo há algumas subdivisões sobre o tipo de imóvel bem como o padrão de acabamento.
A seguir mostra-se o Quadro 3.3.7 com os valores do CUB nos meses de março de todos os anos avaliados, bem como a taxa de crescimento comparando o ano de 2012 com 2007 e com 2011.

Quadro 3.3.7 – CUB a cada 12 meses e taxas de crescimento

Quadro 3.3.7 – CUB a cada 12 meses e taxas de crescimento

Como se pode perceber, as maiores variações ocorreram com os itens residenciais R1-B e RP1Q com valores de 7,81% e 7,78% na comparação dos itens no ano de 2012 com 2007. Já em relação às taxas de crescimento entre 2012 e 2011, nota-se que as variações mantiveram um padrão, sendo que o tipo de imóvel RPQ1 foi o que mais aumentou, com uma taxa de crescimento de 5,82% entre os meses de março de 2011 e março de 2012.
A seguir, o Quadro 3.3.8 apresenta as médias dos valores do CUB em março de 2012, separadas por tipo de imóvel.

Quadro 3.3.8 – CUB: Média em março de 2012

Quadro 3.3.8 – CUB: Média em março de 2012

Percebe-se que a maior média de valores ocorre no tipo de imóvel CSL – 16, o qual é um imóvel comercial e o seu CUB é de R$ 1.354,60. Convém lembrar que neste tipo de imóvel não se encontra o padrão de acabamento baixo, o que colabora para seu valor mais elevado em comparação aos outros.

3.3.9) Índice de Inadimplência

As informações sobre o Índice de Inadimplência foram repassadas pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Santa Maria (CDL).
A Tabela 3.3.22, a seguir apresenta os índices referentes à inadimplência em Santa Maria nos meses de agosto de 2011 e 2012, bem como sua variação.

Tabela 3.3.22 – Índice de Inadimplência
Mês/ano Índice Variação
Agosto/2011 10,89%  
Agosto/2012 10,31% - 5,33
Fonte: CDL Santa Maria

De acordo com a CDL, no mês de agosto de 2011 o Índice de Inadimplência registrado em Santa Maria foi de 10,89%. Já em agosto de 2012, o índice registrado teve uma queda de 5,33%, resultando em 10,31%. Isso quer dizer que das consultas realizadas, 10,31% encontravam-se inadimplentes. Ressalta-se que foram avaliados os seguintes tipos de registro: Crédito, Cheque, Jurídico, Bacen e Nacional.

3.3.10) Índice de Importação e Exportação

Tabela 3.3.23 – Importação de 2000 a 2013
Municípios com mais de 100 mil habitantes do RS Importação em US$ FOB
2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Porto Alegre 477.627.567 520.721.397 442.376.298 410.782.956 456.869.397 474.111.434 637.725.808 801.213.154 1.365.230.554 898.699.439 1.121.676.816 1.277.481.236 1.236.351.115 1.308.625.550
Caxias do Sul 123.399.597 145.020.855 104.663.713 124.813.815 144.514.417 207.603.200 209.678.962 329.837.948 456.083.251 293.055.069 537.962.687 578.540.098 498.546.988 539.152.552
Pelotas 28.861.988 30.815.679 29.173.872 64.935.187 48.634.150 41.008.324 42.072.781 63.421.171 104.853.934 59.503.936 92.091.414 131.968.640 139.908.951 129.544.522
Canoas 1.495.723.801 1.236.418.592 993.557.937 1.179.452.576 1.737.989.076 2.303.469.455 2.260.118.687 2.692.497.405 4.070.682.658 2.448.791.424 2.889.436.091 2.796.013.007 1.033.971.493 4.091.796.772
Santa Maria 6.556.109 6.961.726 6.516.264 16.450.481 14.747.108 13.737.022 18.541.862 30.671.579 64.356.266 41.867.691 38.213.930 40.307.441 37.673.604 41.337.211
Gravataí 1.495.723.801 1.236.418.592 993.557.937 1.179.452.576 1.737.989.076 2.303.469.455 2.260.118.687 2.692.497.405 4.070.682.658 2.448.791.424 2.889.436.091 2.796.013.007 1.033.971.493 809.407.934
Viamão 6.061.854 9.018.474 21.241.053 4.910.473 4.534.082 8.303.649 20.698.639 21.849.945 23.239.286 20.395.089 26.423.218 23.307.232 22.258.561 13.043.422
Novo Hamburgo 80.566.960 72.760.610 69.659.917 61.903.932 78.902.256 86.194.852 100.133.797 113.806.214 147.368.345 102.039.510 135.005.138 142.806.300 133.171.813 140.779.302
São Leopoldo 59.487.639 54.590.444 50.081.991 72.180.086 90.852.418 94.868.939 107.316.269 147.509.506 195.909.482 145.092.700 227.523.117 317.503.889 329.808.101 317.981.364
Rio Grande 400.401.323 398.650.127 335.146.060 444.042.331 500.702.829 430.544.310 723.193.068 1.533.220.371 2.697.250.424 1.326.527.306 2.083.437.794 2.377.324.949 2.277.388.416 2.503.540.955
Alvorada 2.131.210 1.880.630 2.401.364 2.114.476 2.984.429 3.702.460 3.360.304 3.562.275 12.184.717 6.992.132 8.934.332 17.366.522 19.822.445 15.745.234
Passo Fundo 5.883.349 6.273.195 4.499.748 2.513.824 4.302.100 3.082.062 3.302.327 6.973.990 61.602.050 12.961.853 19.749.662 40.513.383 98.452.863 117.702.088
Sapucaia do Sul 29.137.523 22.956.167 14.560.181 19.721.140 29.045.777 36.514.283 30.667.756 31.732.980 42.169.161 20.493.098 45.493.180 64.031.934 48.962.865 50.240.772
Uruguaiana 22.804.934 34.056.646 25.877.665 19.427.037 20.902.586 26.242.762 48.805.334 42.908.060 54.431.741 41.698.835 49.064.063 39.766.233 59.195.773 49.276.530
Cachoeirinha 34.409.009 44.047.579 39.998.630 50.625.924 81.152.530 84.787.929 75.268.338 99.852.374 142.931.443 102.969.048 122.681.128 149.632.598 138.201.179 143.354.800
Santa Cruz do Sul 31.726.594 41.243.480 44.278.702 50.298.089 26.781.634 33.174.210 54.517.589 58.321.278 87.321.799 95.058.807 104.170.645 87.987.931 90.985.640 99.140.444
Bagé 634.160 452.117 187.137 391.945 546.723 258.354 1.314.781 1.848.547 3.035.672 3.195.411 4.599.932 826.512 2.794.394 1.429.227
Bento Gonçalves 46.180.861 42.591.351 29.956.407 28.685.488 29.944.989 32.415.439 48.874.785 65.368.045 77.160.793 57.619.883 75.185.104 102.279.108 83.593.183 82.780.690
Tabela 3.3.24 – Exportação de 2000 a 2013
Municípios com mais de 100 mil habitantes do RS Exportação em US$ FOB
2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
Porto Alegre 564.353.140 649.255.609 639.866.675 758.628.148 701.452.036 582.785.888 778.483.806 863.726.658 1.228.215.086 1.350.455.719 1.434.159.666 1.966.962.011 1.625.309.536 2.544.783.509
Caxias do Sul 282.449.336 347.926.133 352.629.563 408.255.113 564.255.316 738.488.569 789.942.185 980.863.703 1.096.318.479 627.484.322 893.042.755 1.066.559.466 1.063.903.508 925.447.818
Pelotas 33.169.601 72.276.866 44.568.977 34.710.037 55.380.448 44.928.726 43.630.627 43.419.656 66.855.571 45.314.804 34.258.489 77.631.405 159.542.428 82.012.865
Canoas 192.409.081 188.560.433 213.144.693 340.527.317 518.129.530 843.467.529 887.943.962 1.222.710.488 1.411.341.557 1.229.540.450 956.335.114 1.042.957.409 795.355.670 857.070.585
Santa Maria 3.080.349 914.188 1.016.289 3.273.311 6.475.451 6.696.824 9.989.917 8.362.382 16.886.907 15.754.979 24.096.318 25.305.040 34.303.161 29.788.682
Gravataí 148.678.322 149.900.003 167.796.226 222.696.438 287.813.635 328.918.107 360.739.267 435.668.927 427.284.450 337.129.771 419.446.232 663.961.319 609.481.643 898.974.605
Viamão 766.993 939.046 2.110.115 11.522.283 1.585.393 1.583.279 3.108.365 1.030.777 3.682.847 603.105 463.994 5.408.448 9.015.201 5.859.614
Novo Hamburgo 224.818.327 242.579.615 245.624.046 278.262.647 302.876.953 312.747.254 311.013.582 279.507.285 261.806.187 161.651.245 188.537.996 180.613.650 134.894.848 144.658.530
São Leopoldo 96.407.067 88.976.099 87.183.592 124.252.905 155.389.250 176.796.777 218.815.950 322.840.842 339.700.869 222.025.362 342.846.041 376.184.988 388.985.932 427.222.639
Rio Grande 376.281.827 439.424.269 467.394.294 783.389.385 903.342.241 531.260.688 1.005.497.967 1.544.804.321 2.775.011.800 1.601.741.084 1.690.234.123 2.529.139.144 2.391.494.792 7.435.265.228
Alvorada 358.241 309.634 265.589 555.160 1.011.025 519.907 759.455 4.515.387 887.549 2.932.840 6.604.914 3.776.457 2.395.579 4.629.045
Passo Fundo 10.792.860 29.753.202 31.438.414 43.603.152 45.753.399 19.861.024 20.667.457 41.982.972 111.048.278 80.196.680 206.104.035 709.040.250 609.224.444 1.026.611.515
Sapucaia do Sul 32.415.571 28.352.360 15.977.327 46.010.616 51.966.464 67.605.580 53.087.511 82.532.574 69.511.397 34.915.303 37.556.423 50.415.102 40.938.901 44.046.731
Uruguaiana 4.047.344 6.863.105 5.718.572 6.202.569 7.528.750 7.816.237 6.948.791 6.693.705 19.878.561 13.610.454 3.173.558 5.213.809 3.503.184 1.464.038
Cachoeirinha 22.371.710 24.337.121 18.135.650 20.452.020 31.031.211 42.270.367 47.850.945 54.068.942 71.462.186 38.635.991 39.212.569 48.983.969 52.500.975 49.699.339
Santa Cruz do Sul 508.899.232 570.001.415 640.571.889 678.904.603 868.111.110 985.295.925 614.079.594 761.835.535 1.034.238.585 1.180.540.183 955.160.397 1.248.546.274 1.465.719.510 1.527.698.091
Bagé 10.009.159 9.101.467 7.936.475 9.944.242 8.226.736 7.677.576 17.856.651 52.077.622 49.915.028 28.968.781 41.792.404 16.555.773 14.950.543 51.376.826
Bento Gonçalves 71.951.200 59.757.485 54.528.765 70.132.454 110.515.942 120.764.477 115.289.523 135.406.690 130.168.349 81.894.589 89.631.290 118.452.443 113.032.227 94.399.483