3.1) IDH e Idese

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (IDESE) serão expostos a seguir.

3.1.1) Tabela Resumo

A Tabela 3.1.1 exibe o resumo das informações que serão apresentadas nas seções IDH e IDESE.

Tabela 3.1.1 – IDH de Santa Maria pela Metodologia Antiga
Ranking Santa Maria – RS
ANO IDHM_E IDHM_L IDHM_R IDHM
2010 187º 20º
2000 10º 81º 15º
1991 82°
Tabela 3.1.2 – IDH de Santa Maria pela Metodologia Atual SM/BR
Ranking Santa Maria – Brasil
ANO IDHM_E IDHM_L IDHM_R IDHM
2010 205º 791º 64º 100º
2000 132º 166º 76º 67º
1991 23º 262° 92º 27º
Tabela 3.1.3 – IDH de Santa Maria pela Metodologia Atual SM/RS
Ranking Santa Maria – RS
ANO IDHM_E IDHM_L IDHM_R IDHM
2010 187º 20º
2000 10º 81º 15º
1991 82°

3.1.2) Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) - Metodologia Antiga

O IDH é uma medida comparativa usada para classificar os países pelo seu grau de “desenvolvimento humano” e para separar os países desenvolvidos (elevado desenvolvimento humano), países em desenvolvimento (desenvolvimento humano médio) e países subdesenvolvidos (desenvolvimento humano baixo). O índice foi desenvolvido em 1990, pelos economistas Amartya Sen e Mahbub ul Haq, e vem sendo usado desde 1993 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no seu relatório anual.

Para o cálculo do IDH, são levados em conta três componentes: o PIB per capita, a longevidade e a educação. Para aferir a longevidade, o indicador utiliza números de expectativa de vida ao nascer. Já a componente renda é mensurada por meio dos valores do PIB per capita. O item educação é avaliado pelo índice de analfabetismo e pela taxa de matrícula em todos os níveis de ensino.

Quanto ao Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) ressalta-se que os dados mais novos referem-se ao ano de 2000. Já sobre o IDH do Rio Grande do Sul, conseguiram-se dados também do ano de 2005. Esses dados foram retirados do site do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

A Tabela 3.1.2 a seguir mostra o IDH do município de Santa Maria, nos anos de 2000 e 1991.

Tabela 3.1.4 – IDH no município de Santa Maria
Ano IDHM Santa Maria IDHM – Renda IDHM – Longevidade IDHM – Educação
2000 0,845 0,785 0,817 0,932
1991 0,792 0,735 0,756 0,885
Fonte: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil (PNUD)

Santa Maria ocupa, segundo os dados de 2000, a posição de número 46 entre os municípios brasileiros, em se tratando do Índice de Desenvolvimento Humano, com um índice de 0,845.
Percebe-se que o município de Santa Maria tem um alto Índice de Desenvolvimento Humano com relação somente à Educação de 0,932, sendo um número elevado se comparado aos outros componentes avaliados. Já o índice mais baixo dos avaliados é o de Renda (0,785), o que pode ser ratificado pelo relativamente baixo PIB per capita do município, que é de R$ 11.579,02 em 2000, o qual será detalhado no item 4.3.4.

A seguir, na Tabela 3.1.5, apresenta-se o IDH do Estado do Rio Grande do Sul, dos anos de 1991 e 2000 e 2005.

Tabela 3.1.5 – IDH do Estado do Rio Grande do Sul
Ano IDH IDH – Renda IDH – Longevidade IDH – Educação
2005 0,832 0,748 0,827 0,921
2000 0,814 0,754 0,785 0,904
1991 0,753 0,702 0,729 0,827
Fonte: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil (PNUD)

Se comparado o IDH de Santa Maria com o do estado do Rio Grande do Sul, percebe-se um predomínio de maiores índices do município, em todos os quesitos referentes ao ano de 2000. Esses índices colocam Santa Maria em 9º lugar entre as municípios do Estado, ficando atrás de Bento Gonçalves (0,870), Porto Alegre (0,865), Carlos Barbosa (0,858), Caxias do Sul (0,857), Selbach (0,856), Ivoti (0,851), Veranópolis (0,850) e Nova Petrópolis (0,847).

O Gráfico 3.1.1, a seguir, compara o IDH de Santa Maria com os municípios do Estado do Rio Grande do Sul que possuem mais de 100 mil habitantes.

Gráfico 3.1.1 – IDH – Municípios com mais de 100 mil habitantes do RS

Gráfico 3.1.1 – IDH – Municípios com mais de 100 mil habitantes do RS

Fonte: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil (PNUD)

Ao comparar o IDH de Santa Maria com os outros 17 municípios que possuem mais de 100 mil habitantes no Estado, nota-se que o índice de Santa Maria é o 4º colocado, ficando atrás apenas de Bento Gonçalves, Porto Alegre e Caxias do Sul. Também se verifica que o IDH de Santa Maria (0,845) fica acima da média estadual (0,814).
A Tabela 3.1.6 compara o IDH de Santa Maria com os índices dos municípios do Rio Grande do Sul que possuem população acima de 100 mil habitantes e também com o índice estadual. Mostra ainda a média dos municípios analisados, os índices para as três esferas analisadas no cálculo geral do IDH e o ranking entre os 18 municípios com mais de 100 mil habitantes do Estado.

Tabela 3.1.6 – IDHM e média dos municípios do Rio Grande do Sul com mais de 100 mil habitantes e índice estadual
Municípios com mais de 100 mil habitantes e RS População 2010               (nº de habitantes) IDH – 2000 IDH – Renda – 2000 IDH – Longevidade – 2000 IDH – Educação – 2000
Índice Ranking entre os municípios com mais de 100 mil habitantes do RS Índice Ranking entre os municípios com mais de 100 mil habitantes do RS Índice Ranking entre os municípios com mais de 100 mil habitantes do RS Índice Ranking entre os municípios com mais de 100 mil habitantes do RS
Porto Alegre 1.409.939 0,865 0,869 0,775 10º 0,951
Caxias do Sul 435.482 0,857 0,807 0,818 0,945
Pelotas 327.778 0,816 0,748 10º 0,777 0,922
Canoas 324.025 0,815 0,752 0,773 11º 0,92
Santa Maria 261.031 0,845 0,785 0,817 0,932
Gravataí 255.762 0,811 0,718 15º 0,81 0,906 12º
Novo Hamburgo 239.651 0,809 10º 0,769 0,752 13º 0,906 12º
Viamão 239.234 0,808 11º 0,697 17º 0,834 0,892 16º
São Leopoldo 214.210 0,805 13º 0,76 0,733 16º 0,922
Rio Grande 198.048 0,793 16º 0,735 11º 0,727 17º 0,918
Alvorada 195.718 0,768 18º 0,669 18º 0,75 14º 0,885 18º
Passo Fundo 184.869 0,804 14º 0,775 0,725 18º 0,912 11º
Sapucaia do Sul 129.788 0,806 12º 0,708 16º 0,81 0,9 14º
Uruguaiana 125.507 0,788 17º 0,719 14º 0,753 12º 0,892 16º
Cachoeirinha 118.294 0,813 0,734 12º 0,793 0,913 10º
Santa Cruz do Sul 118.287 0,817 0,767 0,745 15º 0,939
Bagé 116.792 0,802 15º 0,722 13º 0,786 0,898 15º
Bento Gonçalves 107.341 0,870 0,799 0,873 0,938
Média - 0,816 - 0,752 - 0,781 - 0,916 -
Rio Grande do Sul 10.693.929 0,814 - 0,754 - 0,785 - 0,904 -
Fonte: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil (PNUD)

Ao analisar a Tabela 3.1.6, nota-se que e Santa Maria encontra-se em 4º lugar no ranking do IDH, obtendo um índice de 0,845. O setor que mais se destaca, seguindo a tendência dos outros municípios, é o da Educação, com um índice de 0,932.

3.1.2) Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) - Metodologia Nova

Tabela 3.1.7 – IDH 1991
ANO Município IDHM_E IDHM_L IDHM_R IDHM
1991 Porto Alegre 0,494 0,748 0,779 0,660
1991 Bento Gonçalves 0,415 0,777 0,711 0,612
1991 Santa Maria 0,428 0,756 0,699 0,609
1991 Caxias do Sul 0,381 0,756 0,728 0,594
1991 Passo Fundo 0,421 0,717 0,678 0,589
1991 Bagé 0,364 0,749 0,648 0,561
1991 Santa Cruz do Sul 0,353 0,733 0,681 0,561
1991 Pelotas 0,354 0,736 0,666 0,558
1991 Canoas 0,349 0,733 0,671 0,556
1991 Uruguaiana 0,357 0,715 0,653 0,550
1991 Cachoeirinha 0,342 0,733 0,651 0,546
1991 Novo Hamburgo 0,315 0,732 0,697 0,544
1991 São Leopoldo 0,327 0,715 0,684 0,543
1991 Gravataí 0,332 0,750 0,634 0,540
1991 Rio Grande 0,314 0,717 0,651 0,527
1991 Sapucaia do Sul 0,288 0,748 0,625 0,513
1991 Viamão 0,281 0,758 0,626 0,511
1991 Alvorada 0,245 0,717 0,600 0,472
1991 Rio Grande do Sul 0,328 0,729 0,667 0,542
Tabela 3.1.8 – IDH 2000
ANO Município IDHM_E IDHM_L IDHM_R IDHM
2000 Porto Alegre 0,612 0,811 0,830 0,744
2000 Santa Maria 0,591 0,828 0,748 0,715
2000 Bento Gonçalves 0,569 0,833 0,762 0,712
2000 Caxias do Sul 0,556 0,817 0,771 0,705
2000 Passo Fundo 0,580 0,803 0,741 0,701
2000 Santa Cruz do Sul 0,529 0,820 0,732 0,682
2000 Cachoeirinha 0,529 0,820 0,701 0,672
2000 Novo Hamburgo 0,499 0,823 0,734 0,671
2000 Canoas 0,500 0,818 0,719 0,665
2000 Uruguaiana 0,523 0,811 0,688 0,663
2000 Gravataí 0,500 0,839 0,688 0,661
2000 Pelotas 0,506 0,796 0,715 0,660
2000 Bagé 0,524 0,790 0,692 0,659
2000 São Leopoldo 0,482 0,806 0,725 0,656
2000 Sapucaia do Sul 0,474 0,791 0,677 0,633
2000 Viamão 0,423 0,844 0,667 0,620
2000 Rio Pardo 0,435 0,792 0,656 0,609
2000 Alvorada 0,382 0,805 0,640 0,582
2000 Rio Grande do Sul 0,505 0,804 0,720 0,664
Tabela 3.1.9 – IDH 2010
ANO Município IDHM_E IDHM_L IDHM_R IDHM
2010 Porto Alegre 0,702 0,857 0,867 0,805
2010 Santa Maria 0,715 0,848 0,795 0,784
2010 Caxias do Sul 0,686 0,860 0,812 0,782
2010 Bento Gonçalves 0,695 0,842 0,805 0,778
2010 Passo Fundo 0,699 0,849 0,787 0,776
2010 Santa Cruz do Sul 0,693 0,852 0,782 0,773
2010 Cachoeirinha 0,675 0,857 0,749 0,757
2010 Canoas 0,636 0,864 0,768 0,750
2010 Novo Hamburgo 0,629 0,852 0,778 0,747
2010 Uruguaiana 0,661 0,863 0,722 0,744
2010 Rio Grande 0,637 0,861 0,752 0,744
2010 Bagé 0,647 0,848 0,739 0,740
2010 São Leopoldo 0,612 0,861 0,766 0,739
2010 Pelotas 0,632 0,844 0,758 0,739
2010 Gravataí 0,636 0,862 0,727 0,736
2010 Sapucaia do Sul 0,624 0,844 0,726 0,726
2010 Viamão 0,591 0,866 0,720 0,717
2010 Alvorada 0,564 0,874 0,694 0,699
2010 Rio Grande do Sul 0,642 0,840 0,769 0,746

3.1.3) Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (IDESE)

O Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (IDESE) é calculado pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) e tem por objetivo mensurar e acompanhar o nível de desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul, dos seus municípios e dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Coredes). Este Índice informa a sociedade e orienta os governos (municipal e estadual) nas suas políticas socioeconômicas. Os dados são apresentados em tabelas a seguir, de acordo com a nova metodologia de cálculo.

O IDESE varia de zero a um e, assim como o IDH, permite que se classifique o Estado, os municípios ou os Coredes em três níveis de desenvolvimento: baixo (índices até 0,499), médio (entre 0,500 e 0,799) ou alto (maiores ou iguais a 0,800).
Ele é composto por 12 indicadores divididos em três blocos temáticos: Educação, Renda e Saúde.

Os 12 indicadores, seus respectivos blocos e pesos nos índices encontram-se no Quadro 3.1.1 a seguir.

Blocos Sub-blocos Indicadores
Educação População entre quatro e cinco anos Taxa de matrícula na pré-escola
População entre seis e 14 anos Nota da Prova Brasil do 5º ano do ensino fundamental; Nota da Prova Brasil do 9º ano do ensino fundamental
População entre 15 e 17 anos Taxa de matrícula no ensino médio
População de 18 anos ou mais Percentual da população adulta com, pelo menos, o ensino fundamental completo
Renda Renda apropriada Renda domiciliar per capita média
Renda gerada Produto Interno Bruto (PIB) per capita
Saúde Saúde materno-infantil Taxa de mortalidade de menores de cinco anos; Número de consultas pré-natais por nascidos vivos
Condições gerais de saúde Taxa de mortalidade por causas evitáveis; Proporção de óbitos por causas mal definidas
Longevidade Taxa bruta de mortalidade padronizada (TBMP)
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE), janeiro de 2016.
Quadro 3.1.1 – Indicadores com seus respectivos blocos e pesos

Ressalta-se que a sigla ppp utilizada no Quadro 10 refere-se a Paridade do Poder de Compra, a qual mede quanto uma determinada moeda pode comprar em termos internacionais, uma vez que bens e serviços têm diferentes preços de um país para outro. Ou seja, relaciona o poder aquisitivo de uma pessoa com o custo de vida do local onde ela vive.

O Gráfico 3.1.2 a seguir demonstra a evolução do IDESE de Santa Maria entre 2007 a 2012.

Gráfico 3 – Evolução do IDESE Santa Maria

Gráfico 3.1.2 – Evolução do IDESE Santa Maria

Percebe-se que o município de Santa Maria teve um considerável aumento no índice, passando de 0,702 para 0,747 entre 2007 e 2012.
A Tabela 3.1.10 a seguir mostra a evolução do IDESE de Santa Maria detalhado segundo os blocos Educação, Renda e Saúde, ao longo dos anos em que os dados estavam disponíveis, segundo a nova metodologia de cálculo.

Tabela3.1.10 – Histórico do IDESE Santa Maria
Período IDESE
Santa Maria
IDESE Educação IDESE Renda IDESE Saneamento e domicílios IDESE Saúde
Ano Índice Posição Índice Posição Índice Posição Índice Posição Índice Posição
2012 0,747 178º 0,726 169º 0,711 128º - - 0,802 361º
2011 0,738 186º 0,709 171º 0,710 124º - - 0,794 381º
2010 0,724 174º 0,691 166º 0,694 112º - - 0,786 407º
2009 0,710 182º 0,690 147º 0,663 140º 0,726 0,777 421º
2008 0,702 168º 0,683 96º 0,646 151º 0,728 0,775 415º
2007 0,702 166º 0,688 104º 0,643 149º 0,726 0,774 387º
2006 0,796 14º 0,867 145º 0,744 127º 0,725 0,849 336º
2005 0,793 10º 0,867 141º 0,728 100º 0,725 0,851 288º
2004 0,791 16º 0,872 129º 0,723 147º 0,725 0,845 300º
2003 0,787 20º 0,875 125º 0,712 163º 0,724 0,837 350º
2002 0,788 14º 0,871 113º 0,705 131º 0,723 0,851 299º
2001 0,787 13º 0,862 117º 0,698 128º 0,723 0,865 225º
2000 0,785 11º 0,858 103º 0,7 88º 0,721 0,862 254º
1991 0,74 0,801 16º 0,689 61º 0,643 0,828 223º
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE), janeiro de 2016.

O Gráfico 3.1.3, a seguir, compara o IDESE do Estado do Rio Grande do Sul, com os municípios do Rio Grande do Sul que possuem mais de 100 mil habitantes.

Gráfico 3.1.3 – IDESE dos municípios com mais de 100 mil habitantes do RS

Gráfico 3.1.3 – IDESE dos municípios com mais de 100 mil habitantes do RS

Dentre os 18 municípios do Rio Grande do Sul com mais de 100 mil habitantes, Santa Maria encontra-se com o 9º maior IDESE.

A Tabela 3.1.11 a seguir relaciona os Índices de Desenvolvimento Socioeconômico do Rio Grande do Sul com os municípios do Estado com mais de 100 mil habitantes.

Tabela 3.1.11 – IDESE dos municípios com mais de 100 mil habitantes do RS
Municípios com mais de 100 mil habitantes do RS IDESE – 2010 IDESE – Educação – 2010 IDESE – Renda – 2010 IDESE – Saúde – 2010
Índice Ranking entre os municípios com mais de 100 mil habitantes do RS Índice Ranking entre os municípios com mais de 100 mil habitantes do RS Índice Ranking entre os municípios com mais de 100 mil habitantes do RS Índice Ranking entre os municípios com mais de 100 mil habitantes do RS
Porto Alegre 0,821 0,745 0,905 0,813
Caxias do Sul 0,806 0,706 0,847 0,863
Pelotas 0,694 14º 0,67 10º 0,662 14º 0,748 14º
Canoas 0,737 0,618 16º 0,825 0,767 12º
Santa Maria 0,747 0,726 0,711 11º 0,802
Gravataí 0,706 12º 0,629 15º 0,691 12º 0,797
Viamão 0,61 17º 0,569 17º 0,527 17º 0,734 16º
Novo Hamburgo 0,733 10º 0,67 11º 0,744 0,783
São Leopoldo 0,71 11º 0,637 14º 0,719 10º 0,775 11º
Rio Grande 0,744 0,665 12º 0,821 0,746 15º
Alvorada 0,568 18º 0,487 18º 0,484 18º 0,731 17º
Passo Fundo 0,778 0,719 0,813 0,801
Sapucaia do Sul 0,676 16º 0,639 13º 0,608 16º 0,781 10º
Uruguaiana 0,692 15º 0,688 0,673 13º 0,714 18º
Cachoeirinha 0,748 0,674 0,776 0,792
Santa Cruz do Sul 0,809 0,754 0,836 0,837
Bagé 0,704 13º 0,718 0,628 15º 0,765 13º
Bento Gonçalves 0,833 0,793 0,825 0,88
Média 0,729 - 0,673 - 0,728 - 0,78 -
Rio Grande do Sul 0,744 - 0,685 - 0,745 - 0,804 -
Fonte: Fundação de Economia e Estatística (FEE), janeiro de 2016